Acabou-se. 'O Monstro' já está esgotado

A sede era muita. Todas as 500 unidades do Alfa Romeo Giulia GTA já têm comprador

0 aos 100 30/09/2021 Noticias

O Alfa Romeo Giulia GTA é agora um automóvel de coleção. Em menos de quatro meses, todas as 500 unidades numeradas foram vendidas. Em Portugal, os preços do GTA começam nos 215 mil euros e do GTAm nos 221 mil euros.

Com o nome de código "O Monstro", o projeto GTA foi desenvolvido nos mesmos locais onde o Giulia de 1965 nasceu, em Balocco. Em homenagem a esse espírito, o GTA ostenta, agora e orgulhosamente, o mesmo emblema histórico da Autodelta.

O Giulia GTA de 1965 foi produzido em 500 unidades, o número necessário para a homologação de modelo desportivo na classe Group 2 Turismo, o mesmo número de unidades exclusivas que está agora reservado para os verdadeiros fãs da marca.

Em termos de alleggerimento (redução de peso), as equipas trabalharam em elementos de design específicos para ambos os carros, incluindo os puxadores, janelas e jantes (as últimas, feitas de liga de magnésio no GTA de 1965, e no caso do seu homólogo atual, contam com um design específico e com uma única porca de aperto, uma solução inspirada na Fórmula 1 - única no segmento dos sedans de estrada).

Veja ainda:

O “coração” de "O Monstro" é o já conhecido motor 2.9 V6 Bi-Turbo do Quadrifoglio, que viu a potência subir para os 540 cv (mais 30cv que no Giulia Quadrifoglio), para oferecer uma relação de potência de 187 cv por litro.

Com ampla utilização de materiais ultraleves, o Giulia GTA beneficia de uma redução de peso até 100 kg em relação ao Giulia Quadrifoglio e acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,6 segundos.

Em relação ao GTA, o Giulia GTAm oferece configuração de dois lugares e roll bar traseiro. As portas traseiras desprovidas de painéis e a abertura das portas dianteiras feita por meio de correia, em vez de puxadores. Está, contudo, homologado para utilização em estrada.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída
Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!