Seat passa a ser representada pela SIVA em Portugal

Marca espanhola era a única das principais do grupo Volkswagen que não era vendida pela SIVA em Portugal

0 aos 100 14/12/2020 Noticias

A Sociedade de Importação de Veículos Automóveis (SIVA) vai passar a vender automóveis da marca Seat a partir de janeiro de 2021.

A SIVA vai assim passar a vender a partir de janeiro de 2021 a Seat e a Cupra, marca desportiva da Seat, que se vão juntar às outras marcas: Volkswagen, Volkswagen Veículos Comerciais, Audi, ŠKODA, Bentley e Lamborghini.

A empresa garante que as redes de concessionários de cada marca “permanecerão inalteradas após esta operação conjunta” e que a integração da Seat e da Cupra no portefólio da SIVA “far-se-á no respeito da forte identidade e posicionamento de cada uma das marcas”.

Veja ainda:

A SIVA era detida pelo empresário João Pereira Coutinho, mas foi comprada em 2019 pelos austríacos da Porsche Holding Salzburg.

“Tal como noutros mercados internacionais, a união destas marcas do grupo destina-se a melhorar as sinergias entre estruturas, nas Vendas, Após-Venda e serviços partilhados”, pode-se ler no comunicado hoje divulgado.

“Esta decisão dá-nos a possibilidade de fortalecer a presença das diferentes marcas, reforçando a organização e estrutura do grupo Volkswagen em Portugal, representado pela Porsche Holding Salzburg”, disse em comunicado Rodolfo Florit,  presidente executivo da SIVA.

Por sua vez, Viktoria Kaufmann, que partilha a liderança da SIVA com Rodolfo Florit disse que o objetivo é “tornar a nossa presença no mercado português maior, mais forte e mais eficiente.”

Já David Gendry, diretor-geral da Seat e da Cupra em Portugal disse que “esta reorganização ocorre no momento certo, em que estamos a apostar na criação e fortalecimento da marca Cupra, mantendo todo o sucesso até agora obtido com a SEAT, cujo market share é referência na Europa”.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Corolla Touring Sports TREK, uma carrinha com 'alma' SUV
Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!