Compactos da Fiat terão plataforma PSA

Primeiro modelo da FCA com plataforma PSA poderá vir a ser o Alfa Romeo Tonale

0 aos 100 18/12/2019 Noticias

O Grupo PSA e a Fiat Chryler Automobiles (FCA) acordaram a fusão. A nova entidade, que terá o português Carlos Tavares como CEO, j´revelou que no futuro cerca de dois terços de sua produção automóvel serão distribuídos entre apenas duas plataformas.

Segundo o Autonews Europe, a mais pequena das duas plataformas será a CMP, feita pela PSA, e a maior a EMP2, também do grupo francês. Por outro lado, as pick-up e os modelos de maiores dimensões da Jeep vão continuar a utilizar plataformas da FCA.

A mesma fonte acrescenta que as plataformas do Grupo PSA são mais modernas e podem ser equipadas com uma maior variedade de soluções mecânicas, nomeadamente motorizações híbridas Plug-in e elétricas.

Veja ainda:

A plataforma CMP é atualmente utilizada no DS 3 Crossback, assim como nos Peugeot 208 e 2008 e no Opel Corsa. Já a arquitetura EMP2 é a base do Peugeot 3008, 5008, Citroën C5 Aircross, DS 7 Crossback e Opel Grandland.

O primeiro modelo da FCA a utilizar a plataforma CMP poderá vir a ser o Tonale, o SUV compacto que a Alfa Romeo pretende lançar nos próximos dois anos. 

Em avaliação encontra-se a possibilidade da Fiat abandonar os segmentos dos modelos com vocação eminentemente urbana, como o 500 e o Panda. Fora do catálogo já está o Fiat 124 Spider, pick-up Fullback e Punto. 

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva