Oficial: todos os detalhes do novo Peugeot 208

Nova geração chega com motores 1.2 a gasolina, 1.5 a Diesel e um elétrico com 340 km de autonomia

0 aos 100 25/02/2019 Noticias

Só poderemos vê-lo ao vivo e a cores no Salão de Genebra, a 5 de março, mas a Peugeot preferiu não esperar pelo certame suíço para desvendar todos os detalhes sobre o novo 208, algo ao que não será alheio a última fuga de imagens. Chega no outono deste ano.

O novo 208 surge semanas depois da revelação do novo Renault Clio, o seu maior rival, e distingue-se por uma estética arrojada e estreia uma versão cem por centro elétrica, o e-208. É, de resto, mais baixo (4cm), mais baixo e pesa menos 30 quilos, tudo isto embrulhado numa carroçaria significativamente mais musculada.

A gama a gasolina contará com os motores de 3 cilindros e 1.2 litros de cilindrada: o PureTech 75cv, o PureTech 100cv, e o PureTech 130cv. A Diesel apenas o 1.5 BlueHDi de 100cv.

Contudo, a maior novidade é o Peugeot e-208, a versão elétrica equipada com um motor de 136cv (100 kW) e 260 Nm de binário. Alojada sob os bancos de trás e da frente, bateria de 50 kWh pesa 340 kg e ocupa 220 litros de volume.

A bateria é arrefecida a líquido e tem garantia de oito anos ou 160 mil km para um funcionamento acima dos 70%. A autonomia em ciclo WLTP é de 340 km (450 km, no antigo NEDC). A Peugeot anuncia ainda uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 8,1 segundos.

Em relação a tempos de recarga, o novo e-208 conta com três diferentes, consoante o tipo de carregador: numa tomada doméstica, uma carga completa demora 16h; numa Wallbox de 11 kW demora 5h15 (8h00 com Wallbox de 7,4 kW); e com carregador rápido de 100 kW precisa apenas de 30 minutos para chegar aos 80% de carga.

Conta com três modos de condução: Eco (a autonomia é prioritária), Normal (equilibra autonomia com conforto) e Sport (desempenho). No modo Sport, o e208 acelera de 0 a 100 km/h em 8,1 segundos.

No interior, o 208 incorpora a nova versão do i-Cockpit, uma evolução da usada nos 3008 e 5008. Dependendo da versão, o 208 conta com um painel de instrumentos totalmente digital que complementa a central multimédia, que pode ter ecrãs de 5”, 7” ou 10”, sempre dependendo da configuração.

Relacionadas:

O compacto adota também uma série de tecnologias, especialmente na área de assistência à condução. Regulador de velocidade adaptativo com função Stop & Go, ajuda à manutenção da posição dentro da faixa de rodagem, Full Park Assist, travagem automática de emergência de última geração (deteta peões e ciclistas, de dia e de noite, de 5 km/h a 140 km/h) e alerta de risco de colisão.

Em Portugal, o 208 estará disponível com as versões Access, Active, Allure, GT Line e GT. Nos dois últimos, os arcos das rodas contam com alargadores de asa em negro lacado. Nestas versões topo de gama, as jantes de 17 polegadas contam com inserções aparafusadas e personalizáveis, num ganho em aerodinâmica e em massa não suspensa (-3,60 kg / veículo).

Deixe o seu comentário