Kalle Rovanperä é o mais jovem vencedor do Rali de Portugal

Finlandês comandou dobradinha da Toyota e reforçou a liderança no mundial de ralis

0 aos 100 22/05/2022 Desporto

Aos 21 anos, Kalle Rovanperä tornou-se o mais jovem vencedor de sempre do Rali de Portugal. Nos exigentes troços lusos, o jovem finlandês voltou a mostrar toda a sua classe: ganhou pela terceira vez consecutiva no WRC e reforçou a candidatura a campeão, passando a ter 46 pontos de vantagem sobre Thierry Neuville. Elfyn Evans confirmou a dobradinha da Toyota, com Dani Sordo a garantir o último lugar do pódio para a Hyundai em Fafe, enquanto Armindo Araújo (Skoda) foi o melhor português.

Rovanperä teve, em Portugal, o maior teste à sua liderança do WRC, já que teve de ‘abrir’ a estrada. Sem se intimidar com a tarefa, o jovem piloto da Toyota chegou ao final da primeira etapa no segundo lugar, ‘só’ perdendo 13,6s para o seu companheiro de equipa, Elfyn Evans… que tinha sido o nono a partir para os troços.

A partir daí, os dois pilotos da Toyota encetaram um duelo intenso que durou até à penúltima especial, quando Rovanperä ganhou mais 2,4s a Evans e colocou a diferença entre ambos nos 9 segundos.  Só que o finlandês tirou todas as dúvidas na Power Stage de Fafe, batendo tudo e todos por mais de 2 segundos.

“Neste momento parece que estamos a guiar muito bem”, referiu Rovanperä, com a naturalidade que lhe é habitual. “Começar a abrir a estrada, aqui, e mesmo assim conseguir lutar pela vitória, foi muito bom. Um grande obrigado ao Jonne (Halttunen) e também à equipa – tivemos condições muito duras no terreno e o nosso carro foi sempre perfeito. Podemos todos estar muito felizes”, apontou. A Toyota, refira-se, ficou a uma vitória de igualar a Lancia e Citroën (8 vitórias cada) no número de triunfos em Portugal.

Evans ficou com o segundo lugar, o melhor até ao momento nesta temporada - o galês tinha como melhor resultado o quinto lugar na Croácia. Na luta pelo último lugar do pódio, Dani Sordo conseguiu superar Takamoto Katsuta já na Power Stage e colocou a Hyundai no pódio final, minimizando, assim, os diferentes azares que foram afetando Thierry Neuville (5.º) e Ott Tänak (6.º).

Ainda mais difícil foi a prova da M-Sport Ford. Aos 48 anos, Sébastien Loeb ainda foi um dos quatro líderes do rali - ao lado de Neuville, Evans e Rovanperä -, mas ficou de fora com aquilo que classificou como o “erro mais estúpido da minha carreira”, na sexta-feira.

O jovem Pierre-Louis Loubet, a fazer a sua estreia na M-Sport, foi o melhor representante da equipa britânica, no sétimo lugar, logo na frente de Craig Breen (problemas de travões este domingo) e Adrien Formaux.

Armindo Araújo foi o melhor português

 Armindo Araújo (Skoda) foi quinto classificado entre os WRC2, logo na frente de Ricardo Teodósio (Hyundai). Foi a 11.ª vez que o piloto de Santo Tirso foi o melhor português no Rali de Portugal. Teodósio, por outro lado, já tinha ganho a ronda do Campeonato de Portugal de Ralis, que terminou na sexta-feira, com Ernesto Cunha (Peugeot) a ser o mais forte nos 2 Rodas Motrizes.  

Classificação final:

  1. Kalle Rovanperä (FIN)/Jonne Halttunen (FIN) Toyota GR Yaris Rally1 3h44m19,2s
  2. Elfyn Evans (GBR)/Scott Martin (GBR) Toyota GR Yaris Rally1 a 15,2s
  3. Dani Sordo (ESP)/Cándido Carrera (ESP) Hyundai i20 N Rally1 a 2m17,3s
  4. Takamoto Katsuta (JPN)/Aaron Johnston (IRL) Toyota GR Yaris Rally1 a 2m19,4s
  5. Thierry Neuville (BEL)/Martijn Wydaeghe (BEL) Hyundai i20 N Rally1 a 2m37,8s
  6. Ott Tänak (EST)/Martin Järveoja (EST) Hyundai i20 N Rally1 a 4m45,7s
  7. Pierre-Louis Loubet (FRA)/Vincent Landais (FRA) Ford Puma Rally1 a 5m52,1s
  8. Craig Breen (IRL)/Paul Nagle (IRL) Ford Puma Rally1 a 7m03,4s
  9. Adrien Fourmaux (FRA)/Alexandre Coria (FRA) Ford Puma Rally1 a 8m09,6s
  10. Yohan Rossel (FRA)/Valentin Sarraeud (FRA) Citroën C3 (WRC2) a 13m48,9s

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Pub
Nissan Juke 1.0 DIG-T N-Design: Perfil ganhador