Rede de Carregamento continua a condicionar interesse por elétricos

Portugal posicionou-se em 11º lugar no LeasePlan EV Readiness Index 2022

0 aos 100 25/04/2022 Noticias

A falta de infraestruturas de carregamento continua a ser um importante impedimento ao aumento de veículos elétricos, apesar do aumento do interesse dos condutores europeus em veículos elétricos.

Esta é a principal conclusão do EV Readiness Index 2022 da LeasePlan (ver aqui) uma análise abrangente do nível de preparação de 22 países europeus para a revolução dos veículos elétricos. O Índice baseia-se em três fatores: nº de registos VE, maturidade das infraestruturas VE e incentivos governamentais em cada país. 



Portugal ocupa a 11ª posição entre os 22 países analisados, sem evolução significativa relativamente à maturidade do mercado de VE, em comparação com 2021. De referir, no entanto, um excelente score do fator TCO (total cost ownership), maioritariamente devido aos subsídios à compra e incentivos fiscais existentes no país. Já o score relativo às infraestruturas de carregamento reduziu em 1 ponto, revelando que a infraestrutura de carregamento continua a pontuar relativamente baixo em Portugal, em linha com a tendência europeia.

Principais conclusões:

  • A absorção de VE aumentou significativamente em quase todos os mercados. Isto reflete a popularidade crescente dos VE em todos os países europeus à medida que mais modelos ficam disponíveis em todos os segmentos

 

  • A infraestrutura de carregamento ainda está atrasada, criando uma escassez de carregamento à medida que os registos de VE aumentam rapidamente. Isto realça a necessidade urgente dos governos investirem numa infraestrutura pública robusta e fiável em toda a Europa

 

  • Os VE estão mais acessíveis do que nunca. A competitividade dos custos é maioritariamente impulsionada por preços de energia comparativamente mais baixos para os VE (especialmente quando comparados com o aumento dos preços do gasóleo e do combustível da gasolina) e por regimes fiscais mais benéficos para os condutores de VE.

 

  • A Noruega foi a mais bem classificada em termos de prontidão de VE, República Checa e Polónia classificadas como as mais baixas, enquanto a Grécia teve o maior aumento de pontuação em relação a 2021.

Tex Gunning, CEO da LeasePlan, afirma: “A total falta de ação dos governos na infraestrutura de veículos elétricos está a criar uma escassez de carregamento na Europa” afirma Tex Gunning, CEO da LeasePlan.À medida que aumenta a oferta de novos modelos de veículos elétricos e os preços caem, mais pessoas optam por VE’s e, se as infraestruturas de carregamento não acompanharem este crescimento, encontrar estações de carregamento disponíveis vai tornar-se cada vez mais difícil”.

Veja ainda:

Este relatório deve ser um alerta para a necessidade de investir numa ampla infraestrutura de carregamento europeia. A transição para a condução elétrica é uma das formas mais eficazes de combater as mudanças climáticas e os governos precisam torná-la mais fácil, não mais difícil, para todos fazerem a essa transição.”

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Hyundai Kauai N-Line. Quando a irreverência enche (ainda mais) as medidas
Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída