Cupra Born, o lado mais desportivo do Volkswagen ID.3

Elétrico da Cupra tem até 231 cv e 540 km de autonomia.

0 aos 100 25/05/2021 Noticias

Começou como Seat e chamava-se el-Born (nome de um bairro de Barcelona), mas acabou por tornar-se Cupra e simplificou o nome para ser mais fácil de identificar. O Cupra Born é o irmão dinâmico do Volkswagen ID.3 e chegar no último trimestre do ano.

Com 4,322 m de comprimento e 1,809 m de largura, o Born tem dimensões aproximadas às do Leon. É irmão “gémeo” do Volkswagen ID.3, mas apresenta um estilo muito mais dinâmico, nomeadamente na dianteira, de desenho agressivo e até... ameaçador.

“O Cupra Born é um ponto de viragem no mercado elétrico e um impulso de transformação da empresa. Ao garantir um design estimulante e performance instantânea e uma gama totalmente elétrica de mais de 500 km, o Born contribui para a redução global de emissões de CO2 cumprindo as exigências europeias. Mas é mais do que isso,” disse Wayne Griffiths, Presidente da Cupra e Seat.

Veja ainda:

O interior, comparativamente ao ID.3 da Volkswagen, aparenta um maior cuidado com a aparência e qualidade dos materiais e montagem. O ecrã de infotainment é maior do que o ID.3, com 12 polegadas (em vez de 10”), destacando-se ainda as bacquets feitas de uma microfibra em dois tons feita de material reciclado (criado pela Seaqual).

O Born surge equipado com travões maiores, suspensão desportiva com amortecimento adaptativo e direção elétrica progressiva com afinações específicas, além de um ESC mais permissivo em modo Sport..

O Born estará disponível em duas versões de potência, sempre com tração traseira, com 150 cv (110kW) ou 204 cv (150kW), e três tipos capacidade de baterias: 45kWh, 58kWh e 77kWh.

Em opção na versão mais potente, o pack de performance ‘e-Boost’ permitirá aumentar o rendimento do motor para mais expressivos 231 cv (170kW).

O e-Boost ficará disponível com duas opções de bateria: com bateria de 77 kWh cumpre os 0-100 km/h em 7 segundos e assegura um alcance de cerca de 540 km; enquanto com a bateria de 58 kWh reduz os 0 a 50 km/h para apenas 2,6 segundos e os 0-100 km/h para apenas 6,6 segundos, com um alcance de cerca de 420 km.

Na base da gama, a versão mais pequena da bateria de iões de lítio multicelular com refrigeração líquida, com 45 kWh de capacidade, oferece uma autonomia de até 340 km.

O Cupra Born pode recuperar até 100 km de autonomia com apenas 7 minutos de ligação a um ponto de carga de 125kW – a marca anuncia carga de 5% para 80% em apenas 35 minutos.

O primeiro elétrico da Cupra começará a ser produzido em setembro em Zwickau (na Alemanha), onde é feito o Volkswagen ID.3. O pacote de performance e-Boost estará disponível a partir de 2022.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!
Hyundai Tucson 1.6 TGDi 48V. SUV com personalidade!