Audi abandona desenvolvimento de motores de combustão: adeus aos novos TFSI e TDi

Normas de emissões Euro 7 'travam' desenvolvimento de novos motores a gasolina e gasóleo

0 aos 100 16/03/2021 Noticias

A Audi abandonou oficialmente o desenvolvimento de novos motores de combustão interna, a gasolina e gasóleo. A revelação foi feita por Markus Duesmann, diretor geral da fabricante germânica, à publicação alemã Automobilewoche.

A partir de agora, a Audi vai limitar-se a atualizar as unidades a gasóleo e a gasolina existentes para responder às regulamentações de emissões cada vez mais rigorosas.

“Não vamos desenvolver mais nenhum novo motor de combustão interna, mas vamos adaptar os nossos motores de combustão interna existentes às novas diretrizes de emissões”, sublinhou Markus Duesmann.

Veja ainda:

O responsável justifica a decisão com os desafios cada vez mais exigentes da União Europeia, nomeadamente o Euro 7, que deverá entrar em vigor em 2025, afirmando que o meio ambiente pouco tem a ganhar com esta medida.

“Os planos da União Europeia para as normas de emissões Euro 7 ainda mais rígidas são um enorme desafio técnico e, ao mesmo tempo, trazem poucos benefícios para o meio ambiente. Isso limita extremamente o motor de combustão”, explicou.

O objetivo passa então por desenvolver exclusivamente soluções elétricas, com a Audi a prometer o lançamento de 20 modelos elétricos até 2025, com o objetivo de alcançar o compromisso de uma gama zero emissões.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!
Ao volante do Hyundai Kauai Hybrid. Inteligência funcional