Toyota Corolla Touring Sports TREK, uma carrinha com 'alma' SUV

Uma carrinha para quem gosta do estilo SUV, mas não quer propriamente um SUV. Ou que procura algo mais que um SUV...

Luis Neves 31/01/2021 Testes

A moda dita que são os SUV a reunir a preferência de muitos condutores. Mas a Toyota tem na Corolla Touring Sports TREK a solução para os condutores que, apreciando o estilo e um certo à vontade fora de estrada, não se querem sentir limitados pelo maior peso e altura dos SUV.

Em relação às versões mais “civilizadas”, a TREK - designação que remete para a marca de bicicletas com o mesmo nome, a Trek Bicycle Corporation - conta com elementos distintivos (e apelativos...) como as proteções adicionais, à frente e atrás, assim como pelas cavas das rodas mais pronunciadas (molduras em contraste com a pintura Cinzento Quantum) ou a proeminente grelha frontal com lâminas cromadas em posição vertical. A que se junta as jantes de liga leve exclusivas, de 17 polegadas, faróis de nevoeiro e faróis em LED, por exemplo.

Tudo combinado, a Corolla Sports Touring ganha um estilo (ainda) mais robusto e aventureiro, além de uma maior presença, sem nunca abandonar o formato e as proporções exteriores de uma carrinha familiar.

Diferenças também no interior

No que diz respeito ao habitáculo, a variante aventureira tem novos acabamentos, com bancos revestidos em tecido de dois tons específicos, numa perceção elevada da qualidade, como é usual na gama Corolla. O sistema de infoentretenimento, com ecrã de 7 polegadas, é de fácil utilização e tem controlos táteis intuitivos. A bagageira tem dimensões bastante generosas, ultrapassando os 580 litros de capacidade.

A ergonomia é referencial e os bancos permitem um ótimo apoio e excelente conforto, quer à frente, quer atrás. O volante tem boa pega e conta com diversos botões operativos, o que é bom para não retirar a visão da estrada e tornar mais fácil o acesso a certos comandos, existindo teclas diretas para alguns desses controlos.

E o desempenho?

A versão ensaiada estava equipada com o popular sistema híbrido com motor a gasolina de 1,8 litros, que não é o mais potente da gama (está também disponível com o motor 2.0 de 180cv), que se destaca por combinar suavidade de utilização com enorme eficiência.

A alimentação do sistema híbrido faz-se durante a condução, nas desacelerações e travagens – deslocando-se o punho da caixa de «D» para «B», melhora-se a capacidade de regeneração de energia, o que vai permitindo esticar os tempos de condução à vela. E assim, consumos na ordem dos 4,8 l/100 km, mesmo com uma condução fluida.

Em autoestrada, onde a solução híbrida acaba por não sobressair tanto, os consumos sobem para valores próximos dos 6 l/100 km.

O desempenho é mais que suficiente para uma condução despachada em cidade, auxiliada pelo constante apoio do binário instantâneo proporcionado pelo motor elétrico, tudo resultando em grande facilidade de utilização, ao que não é alheio a caixa automática, uma vantagem, em particular na cidade.

Também o pisar é muito suave (mais que as versões convencionais). A maior altura ao solo permite-lhe alargar a versatilidade de utilização, o suficiente para pequenas incursões em estradões de terra, por exemplo. Notas positivas ainda para uma competente direção e o bom desempenho do sistema de travagem.

Equipamento? Tudo de série...

O Corolla Touring Sports TREK tem uma lista de equipamento extremamente completa, que inclui, por exemplo, as jantes de liga leve de 17 polegadas, faróis Bi-LED ou a dupla saída de escape, tendo em conta que pode ser adquirido por 31.550 euros.

Em resumo, o Corolla Touring Sports continua a ser uma das melhores opções dentro do segmento família compacto. E nesta geração, mais ainda. Por isso, são sempre elogiáveis variantes ao modelo de base que confiram uma estética mais atrativa, e neste caso da versão TREK, alguma exclusividade acrescida. No resto, um dos melhores automóveis da sua classe, na dinâmica, no conforto (mesmo com jantes 17’’), e na eficiência do sistema híbrido.

MAIS

  • Qualidade
  • Tecnologia
  • Consumos

MENOS

  • Preço 
  • Caixa CVT em condução desportiva

FICHA TÉCNICA

Toyota Corolla 1.8 Hybrid TREK

Motor: quatro cilindros
Cilindrada: 1798 cm3
Potência: 122cv/5200 rpm
Binário máximo: 142 Nm/3600 rpm (163Nm - motor elétrico)
Tração: Dianteira
Caixa: automática, do tipo CVT
Aceleração (0-100 km/h): 11,1 segundos
Velocidade máxima: 180 km/h
Consumo médio (anunciado): 5 l/100 km (WLTP)
Emissões de CO2: 113 g/km (WLTP)
Peso: 1365 kg
Preço unidade ensaiada: 31.550 euros

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Corolla Touring Sports TREK, uma carrinha com 'alma' SUV
Ao volante do Hyundai Kauai Hybrid. Inteligência funcional