É assim o Ineos Grenadier, o Defender que será produzido em Estarreja

Novo jipe com espírito do Defender original será produzido em Estarreja

0 aos 100 30/06/2020 Noticias

Terminou a espera. A Ineos Automotive divulgou as primeiras imagens do Grenadier, o jipe assumidamente inspirado no Land Rover Defender original e que será produzido a partir de 2022 no Eco Parque Industrial de Estarreja.

Com dimensões similares às de um Mercedes-Benz Classe G, o Grenadier é ainda um projeto em desenvolvimento. Em vez de manter os protótipos em sigilo com camuflagem, a Ineos decidiu revelar, antecipadamente, o design.

“Estamos encantados por podermos partilhar o design do Grenadier tão precocemente no processo. A maioria dos construtores reteria essa informação, mas somos uma empresa nova, a construir uma marca nova, e queremos que as pessoas se juntem a nós nesta empolgante viagem", explicou Dirk Heilmann, Presidente da INEOS Automotive.

Por outro lado, a decisão significa que, de momento, pouca informação foi adiantada. O design, obviamente, presta homenagem ao antigo Defender, mas é aí que a semelhança termina. A Ineos projetou e construiu o Grenadier a partir do zero, utilizando medidas de economia de custos. Exemplo disso são as óticas circulares idênticas na dianteira e traseira.

Foi também projetado para ser altamente personalizavel, algo importante para o público alvo do Grenadier que investe na sua maioria na personalização do seu exemplar. Contará inicialmente com variante longa de cinco portas e pick-up de quatro portas. Na calha está ainda, entre outras derivações de carroçaria, uma versão curta. 

Veja ainda:

Sobre o interior e mecânica nada foi adiantado, embora já tenha sido confirmado que o novo "jipe" estará disponível com motores BMW, um a gasolina e um Diesel de seis cilindros 3.0 com caixa automática, tração às quatro rodas e bloqueios de diferencial.

O processo de testes do Grenadier arrancou no último inverno na Suécia e vai continuar por mais um ano. O objetivo é testar mais de 1,8 milhões de quilómetros durante toda a fase de desenvolvimento. 

"Temos pela frente um programa desafiador, ao colocarmos à prova os protótipos em todas e quaisquer condições, para acumularmos cerca de 1,8 milhões de quilómetros de ensaios ao longo do próximo ano. A partir de hoje, tudo está à vista. Ensaiar ‘à vista de todos’, sem necessidade de camuflagem, blocos de espuma ou painéis falsos, é uma vantagem adicional”, acrescentou Dirk Heilmann.

Neste momento estão a ser construídas duas fábricas: uma de componentes, nomeadamente onde será produzido o chassis, em Estarreja (Portugal), e outra no Bridgend (País de Gales), onde será montado o carro.  A fábrica que está a nascer em Estarreja deverá trazer um investimento de 300 milhões de euros, dando origem a 600 postos de trabalho. 

Segundo a Autocar, o jipe terá preços a partir dos 40 mil libras (acima dos 44 mil euros) no Reino Unido. 

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva