PSD questiona Governo sobre ilegalidades nos escapes dos automóveis

Em causa a remoção de catalisadores, filtros de partículas e SCRs em veículos, que colocam em risco a saúde pública e o ambiente.

0 aos 100 31/07/2019 Noticias

O grupo parlamentar do PSD questionou esta quarta-feira, por escrito, o Governo, relativamente ao que considera “graves ilegalidades” a remoção de catalisadores, filtros de partículas e SCRs em veículos, com consequências para a saúde e o ambiente.

Numa nota enviada às redações, o grupo parlamentar do Partido Social Democrata (PSD) informou que “em Portugal estão a acontecer graves ilegalidades na comercialização e instalação de sistemas de exaustão em veículos (catalisadores, filtros de partículas, SCRs e silenciosos) do mercado automóvel pós-venda, não estando a ser respeitadas as diretivas europeias em vigor por alguns dos intervenientes do mercado”.

Estas práticas, segundo aquele grupo parlamentar, são “criminosas” e colocam em risco a saúde pública e o ambiente.

Veja ainda: 

Das ilegalidades apontadas pelo PSD constam a comercialização e instalação de componentes do sistema de exaustão que não são específicos, nem homologados de acordo com as diretivas obrigatórias em vigor, a produção e comercialização de componentes do sistema de exaustão com adulteração nos números de homologação e com utilização de múltiplos números na mesma peça e a lavagem de filtros com descargas para a rede pública de resíduos “altamente cancerígenos sem qualquer tratamento”.

Na pergunta dirigida aos ministros do Ambiente e da Transição Energética, da Economia e da Administração Interna, os sociais-democratas pretendem saber se o governo tem conhecimento destas práticas e quais as medidas que está a implementar para corrigir a situação.

O comunicado refere ainda que as entidades com competências de fiscalização, como os centros de inspeção, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) e os ministérios do Ambiente e da Economia têm sido alertadas “de forma continua ao longo destes últimos anos para este grave problema”, mas têm tido, na ótica do PSD, “um papel profundamente negligente”.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'