Atenção. Para roubar um BMW, 20 segundos bastam

Um vídeo deixa claro a facilidade que os ladrões têm para levar o seu carro. Se tem a chave por perto enquanto dorme, 20 segundos são suficientes para roubarem o carro. Dizemos-lhe como evitá-lo

0 aos 100 03/03/2019 Ajuda

Assustado? Pois devia. À medida que os automóveis vão ficando mais sofisticados, os ladrões parecem acompanhar a tendência e estão também eles a investir em métodos de roubo cada vez mais eficazes. Bastam apenas 20 segundos e pode dizer adeus ao carro que levou anos a pagar.

Foi o caso deste BMW M140i, vítima da fragilidade do sistema keyless, em que é possível abrir a porta e colocar o motor em funcionamento sem retirar a chave do bolso. A equipa de dois assaltantes consegue captar o sinal da chave, amplificá-lo e afastar-se, conduzindo, em apenas 20 segundos.

O roubo aconteceu junto a uma residência em Northampton, no Reino Unido, a 12 de janeiro (o vídeo foi agora divulgado), mas este é um problema (e receio) que afeta todos os donos de automóveis equipados com sistema keyless. Tudo porque é fácil e rápido, não envolvendo qualquer dano no veículo.

As imagens mostram um dos assaltantes a passar com um amplificador de sinal junto à porta da casa, enquanto um segundo ladrão puxa o manípulo, na expetativa que o veículo comunique com a chave com a ajuda do amplificador, uma vez que está fora do raio de ação, dentro de casa. Uma vez detetado o sinal, o automóvel permite que os ladrões entrem, coloquem o motor em funcionamento e levem o veículo.

O sistema keyless (sem chave) possui um emissor de ondas rádio que, assim que o puxador da porta é acionado, emite um código, permitindo a abertura das portas e o acionamento do motor. É um sistema prático e que facilita a vida dos utilizadores, mas também a dos assaltantes.

Veja ainda:

A solução passa por deixar a chave o mais afastada possível do veículo ou proteger a chave quando está em casa, isolando-a através de um sistema, algo que impeça este tipo de radiações electromagnéticas de saírem. A mais simples e eficaz passa por adquirir uma gaiola Faraday, uma caixa ou bolsa específica, que evite a cópia RFID (Radio Frequency Identification), e colocar a chave lá dentro.

Outra é envolver a chave em papel de alumínio (apesar de bastar um pequeno orifício para o sinal sair). Pode ainda meter a chave no congelador (desde que seja de alumínio por dentro e não de plástico), mas esta estratégia não faz bem à longevidade da bateria que alimenta o comando.

Deixe o seu comentário