O carro mais caro do mundo é um Ferrari e custou 41 milhões

O Ferrari 250 GTO, de 1962 e com o número de série 3413GT, mudou de mãos por um valor recorde em leilão

0 aos 100 27/08/2018 Noticias

Já se sabe que um Ferrari não é um carro barato, mas dificilmente se esperaria que custasse 41,6 milhões de euros. Foi esse o valor pelo qual foi vendido um Ferrari 250 GTO de 1962 no “Pebble Beach Concours d’Elegance”, que se realiza todos os anos na Califórnia. Quando o martelo caiu, o terceiro de 36 dos Ferrari 250 GTO construídos passou a ter o estatuto de “carro mais caro do mundo” em leilão. 

O carro, vermelho, ostentando o número 23 nas portas, tem um longo currículo de vitórias, que o torna ainda mais apetecível: conquistou o primeiro lugar em mais de 300 corridas em todo o mundo.

O Ferrari, levado a leilão pela RM Sotheby’s no “Pebble Beach Concours d’Elegance”, na Califórnia, estava avaliado entre 45 e 60 milhões de dólares, a avaliação mais elevada de sempre para um automóvel clássico.

O intervalo de valores apontava para um recorde, e esse recorde acabou mesmo por ser alcançado. Quando o martelo caiu, no quadro encontrava-se um valor de 48.800.000 dólares (41,6 milhões de euros).

O interesse dos colecionadores de todo o mundo por estes modelos é enorme. Em 2014, um exemplar de 1963 foi arrematado por 38,1 milhões de dólares num leilão da Bonhams. Este era, até agora, o valor recorde de clássicos em leilão. De acordo com a Sotheby’s, uma outra versão de 1963 deste Ferrari atingiu 70 milhões de dólares numa venda privada realizada no início deste ano.

Relacionadas:

O vendedor foi Greg Whitten, chairman da Numerix Software, um dos primeiros engenheiros que trabalhou na Microsoft, que o adquiriu em 2000, mas não revela por quanto. Antes de chegar às mãos de Greg Whitten, este Ferrari GTO 250 teve como proprietários Edoardo Lualdi-Gabardi e Gianni Bulgari, que dominaram a Bulgari durante duas décadas.

O Ferrari 250 GTO é um modelo de corrida extremamente raro. Apenas foram construídos 36 exemplares entre o período de 1953 e 1964. Na listagem de feitos deste carro de corrida está a vitória na edição de 1962 do campeonato italiano de GT, segundo a Sotheby’s.

Tem um motor V12 de 3.0 litros, com mais de 300 cv de potência, e vai os 0 aos 100 km/h em pouco mais de 6 segundos. A velocidade máxima é de 280 km/h.

Deixe o seu comentário