Novo Leaf não chega para as encomendas

Os primeiros 3500 Leaf já têm dono e mais de 9 mil clientes esperam ansiosamente por possuir um

Miguel Costa 30/10/2017 Noticias

O sucesso da segunda geração Leaf está a ultrapassar as melhores expectativas. Apenas um mês depois do arranque das encomendas na Europa, a Nissan já vendeu 3500 unidades da segunda geração do Leaf. Para efeitos de comparação, foi preciso um ano para vender o mesmo número de Leaf da primeira geração.

A Noruega foi o primeiro mercado europeu a receber o Leaf, no início de setembro. “Os noruegueses têm sido os nossos primeiros e mais leais clientes e quisemos recompensa-los por terem confiando em nós desde os primórdios, em 2010”, explicou Gareth Dunsmore, o responsável máximo da marca para os veículos elétricos na Europa, à Reuters.

No início de outubro, o Leaf foi lançado na Alemanha, Áustria, Holanda e França. Em Portugal, a Nissan abriu as encomendas a 16 de outubro e as primeiras entregas estão agendadas para janeiro.

A versão de lançamento, denominada Leaf 2.Zero, inclui de série o sistema de condução semi-autónoma ProPilot e custa 34.950 euros em Portugal. As primeiras entregas acontecerão no início de 2018. Seguir-se-ão versões com preços mais competitivos, com a versão mais acessível e com menos equipamento (apesar de possuir de série soluções até aqui inexistentes, como o e-pedal), a Visia, será proposta por cerca de 31 mil euros, o que com as ajudas estatais e da marca baixa para um valor próximo dos 26.000 euros

O interesse neste Leaf é elevado e a Nissan já tem mais de 9 mil encomendas em todo o Mundo.

Veja ainda: Vendidos quase 1.000 elétricos em Portugal até final de agosto

Na segunda geração, o Leaf anuncia uma autonomia para 378 quilómetros, contra os 200 do modelo atual. Posteriormente (algures em meados de 2018), será lançada uma versão e+, com maior autonomia (fala-se em cerca de 500 km com uma só carga).

Deixe o seu comentário