Carros sobem de preço em setembro

A culpa é o novo método de homologação das viaturas, que fornece dados de consumo de combustível e de emissões mais realistas

0 aos 100 09/04/2018 Noticias

Comprar carro novo poderá ficar bastante mais caro a partir de setembro. A culpa é a nova fórmula  de encontrar as emissões de gases poluentes reais, o que irá aumentar os impostos. De acordo com o Jornal de Notícias, há determinados modelos que podem custar mais 3 mil euros do que aquilo que custam agora.

Esta subida do preço é consequência imediata do novo método de homologação das viaturas, que fornece dados de consumo de combustível e de emissões de dióxido de carbono mais realistas. Ou seja, o aumento das emissões traz um agravamento no montante do imposto a pagar, que se reflete no preço final do veículo.

Relacionadas:

Hoje em dia, os modelos novos já são homologados segundo este método. A diferença é que a partir de setembro, este teste para contabilizar as emissões de dióxido de carbono vai ser aplicado também aos modelos mais antigos.

Segundo o “Jornal de Notícias”, o secretário-geral da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), Hélder Pedro, explicou que as marcas não têm forma de suportar o aumento dos impostos e que com isso “podemos ter um aumento substancial dos preços dos automóveis novos”.

Um Opel Astra 1.6 CDTI, por exemplo, vai ter o imposto agravado em mais de três mil euros.

Para tentar minimizar o impacto para os consumidores, o Governo e a ACAP já estarão a tentar chegar a um acordo.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Teste ao Usado: BMW 520d Touring. Elegância é isto!
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'