'Supercarros' de regresso ao Museu do Caramulo

Exposição junta dez modelos únicos e icónicos dos anos 90

0 aos 100 20/07/2022 Noticias

O Museu do Caramulo vai inaugurar a sua maior exposição temporária de 2022, intitulada “O Regresso dos Supercarros”, dedicada aos ex-libris da indústria automóvel, que cada vez mais captam o interesse e a imaginação dos aficionados, pela sua raridade e pedigree incomparáveis.

A exposição, que surge depois do enorme sucesso da exposição “Supercarros”, levada a cabo em 2019, junta dez modelos únicos tão icónicos dos anos 90 como o Lamborghini Diablo VT, o Jaguar XJ220 ou o Porsche Carrera GT. A marca de Estugarda está ainda representada pelo Porsche 918 Spyder, o primeiro supercarro híbrido da marca alemã.

Presente também está o Mercedes-AMG GT Black Series, que bateu, aquando do seu lançamento, o recorde de Nürburgring Nordschleife, para veículos de produção, com o tempo de 6:43,616.

Igualmente impactante, a Aston Martin estará representada pelo V12 Speedster, que nasceu do serviço de customização “Q by Aston Martin” em colaboração com a Boeing, e é inspirado no avião de caça F/A-18 e no DBR1, modelo da marca inglesa que venceu as 24 Horas de Le Mans em 1959.

Também de Inglaterra surge o McLaren 675 LT Spider, a nomenclatura do modelo deixa antever a potência gerada pelo propulsor e a sigla LT significa Long Tail (Cauda Longa), uma clara reminiscência do McLaren F1 GT de 1997.

Evocando a velocidade, performance e linhas modernas, a exposição conta com a mais recente criação da marca do tridente, o Maserati MC20, equipado com motor V6 biturbo, a que foi dado o nome Nettuno, com tecnologia derivada directamente da Fórmula 1.

Olhando para o futuro, mas sempre com inspiração no passado, “O Regresso dos Supercarros” inclui um Ford GT40 MkII “Continuation”, que traz o espírito de Carrol Shelby e do ambicioso projecto levado a cabo pela Ford, e um excelente representante da competência técnica de engenharia de outros tempos.

Por fim, o cabeça de cartaz na forma de um raríssimo Ferrari Monza SP2, que integra o novo segmento “Icona” lançado pela marca, e apenas disponível para clientes seleccionados.

De acordo com o Presidente da direcção do Museu do Caramulo, Salvador Patrício Gouveia, “O tema dos Supercarros representa um dos lados mais fortes da paixão automóvel. Mexe com as pessoas e faz bater os corações mais depressa. Por isso quisemos trazer este tema de volta, mas para o fazer, tinha que ser com um alinhamento verdadeiramente especial, exclusivo e que mostrasse automóveis totalmente diferentes da primeira exposição em 2019.”

E acrescenta “Foi preciso mover montanhas para conseguirmos juntar estas jóias da engenharia e do design debaixo do mesmo tecto, mas conseguimos cumprir com esta missão, juntando nesta exposição alguns dos modelos mais icónicos das principais marcas de luxo e de competição”.

A exposição “O Regresso dos Supercarros” estará patente no Museu do Caramulo até 18 de Setembro de 2022.

Fotos: Facebook Museu do Caramulo

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Hyundai Kauai N-Line. Quando a irreverência enche (ainda mais) as medidas
Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída