Hyundai declara guerra à Volkswagen: ‘os vossos GTI não aguentam um track-day’

Com os N, Hyundai quer posicionar bem no centro da batalha dos compactos desportivos e o ataque não se fez esperar. Estão abertas as hostilidades...

Miguel Costa 22/01/2018 Curiosidades

Albert Biermann não tem papas na língua. O ex-diretor da BMW Motorsport é o responsável máximo pelo desenvolvimento de máquinas como o Kia Stinger, além de ser o atifice da primeira fornada de desportivos compactos da Hyundai. As versões mais apimentadas do Hyundai i30 e Hyundai Veloster partilham uma especial personalidade dinâmica e um motor 2.0 T-GDi com até 275cv. Biermann aproveitou o Salão de Detroit para atacar uma das referências do segmento, o Volkswagen Golf GTi. Aparentemente, o responsável da Hyundai quer começar uma guerra com a Volkswagen.

Tudo começou quando um jornalista da Australian Motoring argumentou que a suspensão do Hyundai i30 N era demasiado firme para uma utilização no dia a dia. O alemão decidiu usar o Volkswagen Golf GTI como contraponto ao seu argumento: "alguns Golf GTI são apropriados para o circuito, mas a versão padrão não é o caso", referindo-se ao GTI de 230cv. "É um bom carro, mas depois de algumas voltas a diversão acabou". Quando a imprensa australiana questionou o que é que se deteriorava depois de umas voltas a fundo, a resposta foi sucinta.

"Tudo", afirmou Biermann sem meias palavras. Um balde de água fria para um modelo que é considerado uma das referências entre os desportivos compactos e aquele que é reconhecido por ter inventado o conceito de “hot hatch”.

Obviamente, esta critica não é direcionada ao Volkswagen Golf GTI Clubsport ou ao R, mas apenas para as versões ditas de acesso. O Hyundai i30 N foi desde o início do seu desenvolvimento projetado para bater o Volkswagen Golf GTI.

Biermann afirmou ainda que a Hyundai não tem interesse algum em lutar por tempos (leia-se recordes) em Nurburgring. Embora o i30 N e o Veloster N tenham sido afinados e aprimorados no traçado alemão, a Hyundai deu prioridade à resposta às ordens do condutor e diversão sobre a eficácia pura e dura.

Biermann insistiu: "Fizemos testes de durabilidade e afinação em Nordschleife, mas nunca pedi tempos de volta, apenas diversão". O I30 N e o Veloster N são, de resto, apenas os primeiros esforços do que deve ser uma longa linhagem de carros desportivos assinados pela Hyundai.

De futuro, Biermann não descarta "suavizar" os seus carros desportivos se o mercado o exigir. Mas, de momento, o foco nos circuitos é claro, e isso implica suspensões rígidas e muita diversão ao volante. O próximo reforço confirmado da família N será uma versão explosiva do Hyundai i30 Fastback.

Deixe o seu comentário