BMW abandona iDrive em 2023

O comando rotativo iDrive, atualmente um detalhe “identificativo” da BMW, tem os dias contados...

0 aos 100 22/12/2019 Noticias

É uma realidade que a tecnologia avança a passos largos. Praticamente, todos os modelos no mercado dispõem de ecrãs de última geração que oferecem qualidade e resolução que excedem a capacidade do olho humano que, com o toque ou aproximação das mãos, permite selecionar opções ou menus.

Hoje em dia, o BMW Série 1, por exemplo, pode contar com a opção de controlo por gestos e assistente de voz inteligente (o "Hey BMW") que adapta, por exemplo, a temperatura através das palavras "frio" ou "calor".

Veja ainda:

Embora este sistema seja uma opção, nos modelos BMW o manuseamento de todos os sistemas do veículo é, atualmente, realizado através do sistema iDrive posicionado na consola, um comando rotativo que revolucionou o mercado quando foi lançado no Série 5, em 2003.

Desde então, evoluiu juntamente com o ecrã sensível ao toque ou botões programáveis ​. A última novidade foram pequenos logotipos – cardinal ou uma bússola, por exemplo -, para aceder aos menus de comunicação, navegação, entretenimento ou ar condicionado.

A evolução da tecnologia faz com que a inteligência artificial se “apodere” cada vez mais da regulação dos diferentes sistemas, pelo que o comando iDrive tem já os dias contados. O desaparecimento está previsto para 2023, precisamente com a nova geração do mesmo modelo em que foi lançado, o Série 5.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva