O fim dos Volvo T5 e T6. Chegaram os B5 e B6

Integração do sistema mild-hybrid leva a alterações na nomenclatura de todas as versões, a gasolina e Diesel

0 aos 100 24/02/2019 Noticias

A atualização do XC90 estreia um novo prefixo para as motorizações, o “B”. O novo prefixo substitui os T5 e T6, que tanto significado têm para os entusiastas da Volvo – especialmente o T5.

Assim, as versões T5 e T6 passam a denominar-se B5 e B6 e a explicação encontra-se na introdução de um sistema híbrido “ligeiro” (ou mild-hybrid), identificados pelo prefixo B, com B5 e B6 e um Diesel (não se sabe com mantém a letra D) em substituição dos atuais T5, T6 e D5.

O sistema mild-hybrid integra um sistema de travagem com regeneração de energia cinética, do tipo KERS - Kinetic Energy Recovery System, à semelhança do sistema utilizado na Fórmula 1.

Relacionadas:

Segundo a Volvo, esta novidade permite uma economia de até 15% de combustível na condução em condições reais de utilização do veículo. O sistema é acoplado aos motores de combustão interna e permite acumular a energia recuperada da travagem para, depois, reencaminhá-la para o motor, dando-lhe um ‘boost’ em aceleração, para reduzir a carga do motor.

A Volvo adianta ainda que o XC60 também receberá em breve a versão B5 tanto a gasolina e gasóleo, assim como um B4 a gasóleo, sendo que a versão B5 estará disponível com tração dianteira ou tração às quatro rodas.

Confirmado está ainda duas motorizações híbridas Plug-in para o SUV compacto XC40, ambas a gasolina: o T5 Twin Engine e um T4 Twin Engine, que surgirá mais tarde.

Deixe o seu comentário