VÍDEO: o grave acidente que tirou a vida a Daniel Hegarty

Piloto de 31 anos morre após acidente no GP de Macau

Miguel Costa 18/11/2017 Noticias

Dia trágico para o motociclismo. O piloto Daniel Hegarty não resistiu às lesões provocadas pelo acidente sofrido no GP de Macau na manhã deste sábado e morreu a caminho do hospital.

O britânico de 31 anos sofreu um violento 'highside' e acabou projetado contra as barreiras de proteção instaladas na curva dos pescadores, com espectadores e comissários a suspeitarem de imediato do pior, pois o capacete ficou destruído no embate, tal como a moto. Esta era a segunda participação de Hegarty no GP de Macau.

"É com grande pesar que a Comissão Organizadora do Grande Prémio de Macau informa que o corredor britânico sucumbiu aos ferimentos quando seguia na ambulância a caminho do Hospital Conde S. Januário", informou o coordenador da Comissão Organizadora, Pun Weng Kun.

"A família e a equipa do Daniel foram contactadas e a comissão irá agora assegurar-se que lhe seja prestada toda a assistência. A comissão do GP de Macau endereça sentidas condolências à família e aos amigos do Daniel", disse ainda Pun Weng Kun.

Após o acidente, a organização decidiu terminar a corrida, dando vitória ao britânico Glenn Irwin (Ducati), que ia na frente na altura do acidente. Momentos antes do início da corrida, o piloto português André Pires anunciou que não iria participar devido a uma avaria no motor.

Veja como tudo aconteceu:

Desde 2012 que não se registavam fatalidades no Grande Prémio de Macau.

Nesse ano, o português Luís Carreira, de 35 anos, morreu após um despiste durante a qualificação, também na Curva dos Pescadores, a zona mais rápida do Circuito da Guia. Um dia depois, o piloto de Hong Kong Phillip Yau, de 40 anos, morreu aos comandos de um Chevrolet Cruze, na Taça CTM, ao embater contra uma parede, na curva do Hotel Mandarim, quando seguia a mais de 200 quilómetros por hora.

Foi nesse local que em 2005 morreu o francês Bruno Bonhuil, aos 45 anos, durante o aquecimento para a corrida de motos.

Em 1994, também no Grande Prémio de Motos, o japonês Katsuhiro Tottiori morreu na segunda manga da prova.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva