BMW M3. Só 15,6% são com caixa manual

Atenção condutores da 'velha guarda': transmissões manuais estão em risco de extinção

0 aos 100 21/01/2019 Curiosidades

Por mais que nos esforcemos de as defender, o futuro das caixas de velocidades manuais está em risco. Especialmente se falarmos de carros desportivos, onde estão a desaparecer por completo.

E a explicação é simples: ninguém compra desportivos com transmissão manual. Exemplo disso são as vendas dos BMW M3 e M4, onde a grande maioria dos clientes optaram pela caixa DCT de dupla embraiagem. No caso do M3, dois em cada dez optaram pela caixa manual.

Segundo informações publicadas pela BMW M Registry, das 34,677 unidades vendidas em todo o mundo apenas 5426 unidades estavam equipadas com caixa manual de seis velocidades. Ou seja, apenas 15,6% do total de unidades vendidas tinham três pedais.

Se o leitor considera este valor baixo, a repartição vai seguramente surpreendê-lo. O principal mercado dos BMW M3 F80 manuais não é a Europa, mas antes os Estados Unidos, onde 28% dos M3 são manuais.

No resto do mundo só 3,54% do BMW M3 estão equipados com transmissões manuais, uma proporção quase irrisória. O que queremos dizer com isto? É que existem fortes possibilidades de o próximo M3 ser proposto com caixa manual apenas nos Estados Unidos, como aconteceu nas duas últimas gerações do BMW M5.

Outra curiosidade dos dados divulgados pela BMW M Registry é que quase metade de todos os BMW M3 vendidos estavam equipados com o “Competition Package” e que a cor mais popular foi o Sapphire Black, tonalidade com a qual foram pintadas 6.111 unidades. Segue-se o branco Alpine White e o cinzento Mineral Metallic.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva