Mick Schumacher: 'Estou feliz por ser o filho do maior piloto de todos os tempos na F1'

Filho de Michael Schumacher fala sobre a influência do apelido e recorda o início nos karts acompanhado pelo pai

0 aos 100 28/12/2018 Desporto

Mick está cada vez mais perto de se tornar o terceiro Schumacher na Fórmula 1, seguindo os passos do tio Ralf e, obviamente, do pai Michael, o piloto de maior sucesso na história da categoria.

Mas o caminho não é assim tão simples, porque o apelido coloca-o no centro das atenções dos media e também objeto de constante análise. Algo que o levou a dar os primeiros passos no karting com o nome de Mick Betsch (nome de solteira da mãe).

"Estou feliz por ser o filho do maior piloto de todos os tempos na Fórmula 1", confessou Mick em entrevista ao Auto, o jornal oficial da FIA. "Estou feliz que seja e eu admiro-o por isso. Por vezes é complicado. Tem coisas boas e más. Ter o apoio de tanta gente em todos os cantos do mundo não pode ser uma coisa má e sou grato por isso", afirmou o piloto de 19 anos.

Atualmente o pai sofre as consequências do acidente que sofreu quando esquiava a 29 de dezembro de 2013 e não pode acompanhar Mick aos circuitos, mas o seu início no karting estão cheios de memórias inesquecíveis. "Competir nos karts é algo muito normal na minha família e sempre gostei de ir com o meu pai. Foi muito divertido partilhar esses momentos com ele e lembro-me uma vez quando me perguntou se eu iria querer tornar-me piloto profissional ou continuar a fazer isso como hobby. Imediatamente disse-lhe que, como profissional, nunca quis fazer outra coisa", lembrou.

Relacionadas:

Sobre o salto para a Fórmula 1, Mick admite que existe alguma pressão, mas insiste que prefere evoluir ao seu próprio ritmo, tomando os passos certos. "Todos devemos encontrar o que é melhor para si. Sempre dissemos que queríamos tempo para evoluir como piloto e estamos a seguir o planeado”, afirmou.

Mick estreou-se nos monolugares na Fórmula 4 em 2015, onde foi segundo simultaneamente no campeonato italiano e alemão, subindo à Fórmula 3 em 2017, para ser campeão um ano depois. Em 2019 estreia-se na Fórmula 2, último patamar antes da Fórmula 1.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!
Nissan Juke 1.0 DIG-T N-Design: Perfil ganhador