Aston Martin 1 – Mercedes 0: motor do Valkyrie vai durar o dobro do AMG One

A luta pelo melhor hiperdesportivo passa também pelos números de...durabilidade

0 aos 100 14/12/2018 Noticias

Estão abertas as hostilidades na “guerra” dos hiperdesportivos. Pouco depois de ter feito “rugir” a obra prima que vai alimentar o Aston Martin Valkyrie, a Cosworth não perdeu tempo e mandou uma bicada ao Mercedes-AMG One.

O motor V12 de 1000cv do Aston Martin promete ser o atmosférico (sem turbos ou compressores) mais avançado que alguma vez chegou à estrada. A Cosworth garante que o V12 do Aston Martin Valkyrie terá uma vida útil de 100.000 quilómetros, precisamente o dobro do motor de Fórmula 1 que será utilizado pelo AMG One.

Relacionadas:

Não há dúvida que o projeto do Mercedes-AMG One, que recorrerá a um motor 1.6 V6 Turbo derivado diretamente da Fórmula 1 é uma ideia “excitante”, no entanto, oferecer um motor de competição fora dos circuitos trouxe enormes desafios para AMG. Primeiro um atraso de 9 meses só para encontrar o ralenti adequado e, em segundo lugar, uma vida útil muito limitada porque o V6 do AMG One precisa ser reconstruído ou substituído a cada 50.000 km.

Neste ponto, a Cosworth e a Aston Martin começaram a trabalhar para alcançar um desempenho sem precedentes, mas recorrendo a uma configuração bem diferente. A Cosworth criou um novo motor V12 atmosférico, um bloco de 6,5 litros com uma potência de 1.000cv às 10500 rpm e um binário máximo de 740 Nm a 7.400 rpm e capaz de chegar a 11.100 rotações.

Obviamente, falamos de números “arrepiantes”, mas atenção, falamos também de um motor que duplica o número de cilindros do motor AMG e quatro vezes mais a sua cilindrada.

Tal como foi confirmado pela Cosworth, o novo V12 atmosférico do Aston Martin Valkyrie será capaz de “aguentar” 100.000 quilómetros antes de ser “reconstruído”. Um número mais “simpático” que o oferecido pelo AMG ONE, embora tenhamos de ser justos, será difícil ver qualquer um destes hiperdeportivos aproximando-se dos 20.000 quilómetros.

Deixe o seu comentário