Estes 12 sistemas de segurança vão passar a ser obrigatórios

Comissão Europeia quer tornar obrigatórias várias tecnologias em todos os automóveis comercializados na União Europeia

0 aos 100 21/05/2018 Noticias

A Comissão Europeia quer tornar obrigatórias 12 tecnologias em todos os automóveis comercializados na União Europeia, visando reduzir o número de mortos na estrada. Meta: baixar para 15 mil até 2020 e a zero em 2050.

O objetivo é ambicioso. Para conseguir isso, as autoridades europeias vão tornar obrigatórios 12 sistemas de segurança, alguns dos quais já conhecidos e presentes nos automóveis de hoje em dia:

  • Travagem autónoma de emergência
  • Pré-instalação Alcoolímetro bloqueador de ignição
  • Detetor de Sonolência e Distração
  • Reconhecimento e prevenção de distração ao volante
  • Registo de dados em caso de acidentes
  • Sistema de Paragem de Emergência
  • Atualização do Crash-test frontal (toda a largura do veículo) e cintos de segurança melhorados
  • Zona de impacto da cabeça alargada para peões e ciclistas, e vidro de segurança
  • Assistente inteligente de velocidade
  • Assistente de manutenção na faixa de rodagem
  • Proteção dos ocupantes — impactos contra poste
  • Câmara traseira ou sistema de deteção

Entre equipamentos ou sistemas de segurança que passarão a ser obrigatórios nos automóveis a partir de 2021, o mais óbvio é a travagem autónoma de emergência, que já faz parte de tantos modelos.

Outro que começa a tornar-se comum é o das câmaras traseiras, que recentemente passaram a ser obrigatórias nos EUA, assim como os assistentes de manutenção da faixa de rodagem e até o sistema de paragem de emergência já é bastante conhecido.

Uma das novidades é a introdução de um sistema de registo de dados (idêntico à “caixa negra” dos aviões). Mais controversos são o assistente inteligente de velocidade e a pré-instalação de alcoolímetros capazes de bloquear a ignição.

Relacionadas:

A Comissão Europeia mostra-se igualmente preocupada com o crescente interesse dos europeus nos SUV, veículos com “centros de gravidade mais altos, massas maiores e secções frontais esteticamente mais agressivas”.

Assim, a Comissão propõe igualmente a introdução de luzes de travagem com efeito de flash sempre que o automóvel tem de fazer uma travagem de emergência, além da obrigatoriedade de alerta da falta de cinto de segurança em todos os lugares e sistema de monitorização da pressão dos pneus.

Deixe o seu comentário