Agora é oficial: Porsche entra na Fórmula E

Próximo construtor confirmado na competição de monolugares elétricos

Luis Neves 10/04/2018 Noticias

Hoje, terça-feira, a Fédération Internationale de l'Automobile (FIA) aceitou a inscrição da Porsche como construtor na Formula E. Isto significa que a equipa de fábrica de Weissach pode continuar a perseguir o desenvolvimento do seu próprio sistema de propulsão elétrica, previsto para homologação em 2019.

A marca alemã juntar-se-á a outras equipas de fábrica como a Mercedes-Benz, BMW, Renault, Jaguar, Citroën e Mahindra.

“Ao longo dos últimos anos, a FIA e Alejandro Agag fizeram um trabalho fantástico”, afirmou Fritz Enzinger, que, enquanto Vice-Presidente, é responsável pelo programa Formula E. “Graças a esse trabalho, seremos capazes de competir em circuito contra muitos dos maiores fabricantes de automóveis do mundo.”

Relacionadas:

“Não podemos esperar para receber o nosso primeiro veículo elétrico, no início de 2019, e para testar o nosso próprio sistema de propulsão no mesmo”, referiu Andreas Seidl, responsável pelo desenvolvimento técnico e execução do programa Formula E.

A Formula E vai fornecer o chassis e a bateria. Todos os componentes do sistema de propulsão serão, contudo, desenvolvidos pelos próprios participantes, como é o caso do motor elétrico, o inversor, o sistema de travagem brake-by-wire, a transmissão, o diferencial, o eixo de transmissão, o monocoque e os componentes da suspensão agregados ao eixo traseiro, assim como o sistema de refrigeração e a centralina.

A entrada da Porsche na Formula E, em 2019, vai coincidir com no lançamento no mercado da versão de produção do concept Mission E, o primeiro Porsche totalmente elétrico. A Porsche vai investir mais de seis mil milhões de Euros na mobilidade elétrica até ao final de 2022.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Teste ao Usado: BMW 520d Touring. Elegância é isto!
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'