Criam pneu com 17 ingredientes em 12 componentes diferentes

Empresa planeia produzir e vender, em 2023, um pneu contendo até 70% de material sustentável

0 aos 100 08/01/2023 Noticias

É composto em 90% por materiais sustentáveis e superou todos os testes regulamentares aplicáveis, assim como os testes internos da Goodyear. Além disso, o pneu desenvolvido demonstrou menor resistência ao rolamento quanto comparado com o pneu de referência, fabricado com materiais tradicionais.

A Goodyear planeia produzir e vender, em 2023, um pneu contendo até 70% de material sustentável. A  composição deste pneu de demonstração, de 90% de materiais sustentáveis, inclui 17 ingredientes destacados em 12 diferentes componentes, entre os quais destaque para o carbono, o negro de carbono, óleo de soja, sílica de casca de arroz, poliéster a partir de garrafas recicladas, resinas de pinheiro bio renováveis, entre outros.

O carbono negro é incluído nos pneus para reforço do composto, e para ajudar a aumentar a sua vida útil, e, tradicionalmente, tem sido obtido através da queima de vários tipos de produtos derivados do petróleo.

O pneu com 90% de materiais sustentáveis apresenta quatro tipos diferentes de carbono negro, que são produzidos a partir de metano, dióxido de carbono, óleo de origem vegetal e matérias-primas de óleo de pirólise de pneus em fim de vida. Estas tecnologias de negro de carbono têm como objetivo a redução das emissões de carbono, a circularidade e o uso de carbonos de base biológica, ao mesmo tempo ainda alcançando um elevado desempenho.

O uso de óleo de soja ajuda a manter flexível o composto de borracha do pneu a temperaturas cambiantes. O óleo de soja é um recurso de base biológica que ajuda a reduzir a utilização por parte da Goodyear de produtos à base de petróleo. Enquanto que praticamente 100% da proteína de soja é utilizada na alimentação humana e animal, sobra um importante excedente de óleo disponível para ser utilizado em aplicações industriais.

A sílica é um ingrediente frequentemente utilizado nos pneus para ajudar a incrementar a aderência e a reduzir o consumo de combustível. Este pneu de demonstração inclui uma sílica de alta qualidade, produzida a partir de resíduos de casca de arroz (sílica RHA), um subproduto do processamento do arroz que frequentemente é descartado e depositado em aterros.

Veja ainda:

O poliéster é reciclado a partir de garrafas já utilizadas, mediante a reversão do poliéster em produtos químicos de base, e da reformação destes em poliéster de grau técnico, utilizado nos cabos de reforço de pneus.

As resinas são utilizadas para ajudar a melhorar e a promover a performance de tração do pneu. Neste caso, as tradicionais resinas à base de petróleo são substituídas por resinas de pinheiro bio renováveis.

Os fios de aço do talão e os cabos de aço proporcionam reforço à estrutura de um pneu radial. Este pneu de demonstração utiliza fios de aço do talão e cabos de aço afeitos de aço com alto conteúdo de material reciclado, o qual é produzido fazendo uso de um processo de forno de arco elétrico (EAF). A utilização do processo EAF permite que o aço seja produzido com uma reduzida utilização de energia e com um conteúdo reciclado mais elevado. O processo EAF possui o potencial para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa, por comparação com o aço produzido fazendo uso de altos fornos.

Também são incluídos neste pneu polímeros de equilíbrio de massa certificados pelo ISCC, obtidos a partir de matérias-primas biológicas e biocirculares.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Pub
Hyundai Kauai N-Line. Quando a irreverência enche (ainda mais) as medidas