Mercedes GLC já tem versões híbridas Plug-in (com até 130 km de autonomia)

Nova geração do SUV GLC vê gama alargada às versões híbridas Plug-In, que já podem ser encomendadas

0 aos 100 15/10/2022 Noticias

Até aqui disponível apenas com uma motorização Diesel (GLC 220d, a partir de 73.350 euros), o novo Mercedes-Benz GLC vê a gama crescer com o lançamento das versões híbridas Plug-In a gasolina, que já podem ser encomendadas em Portugal.

Assim, passam a estar disponíveis os GLC 300 e 4Matic (a partir de 76.300 euros) e GLC 400 e 4Matic (desde 79.150 euros). Em dezembro, chega a versão híbrida a gasóleo, o GLC 300 d 4MATIC (a partir de 82.650 euros).

As motorizações a gasolina assentam numa mecânica 2.0 turbo a gasolina, que no caso do GLC 300 e debita 204 cv e conta com apoio de motor elétrico de 136 cv para um combinado de 313 cv e 550 Nm.

No GLC 400 e, o motor elétrico mantém-se, mas o bloco 2 litros turbo apresenta-se com 252 cv, para uma potência máxima de 381 cv e 650 Nm, enquanto o GLC 300 de 4Matic combina uma mecânica Diesel de 2 litros de 197 cv com o motor elétrico de 136 cv, resultando em 333 cv e 750 Nm de binário.

Veja ainda:

Acelera dos 0 aos 100 km/h em 6,4 segundos (5,6 segundos no GLC 400e, 6,7 segundos no caso do GLC 300e). Os consumos médios (nos primeiros 100 km/h) rondam os 0,4 litros/100 km no híbrido a gasóleo e nos 0,5 litros/100 km nas motorizações a gasolina.

A bateria de iões de lítio recarregável de 31,2 kWh de capacidade promete uma autonomia em modo puramente elétrico para até 130 km (128 km no GLC 300 de). Todas as versões contam com carregador de bordo a 11 kW, estando também preparados para carregamentos rápidos até 60 kW.

A bateria pode ser carregada totalmente em cerca de 30 minutos utilizando o carregador rápido DC de 60 kW opcional.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Pub
Hyundai Kauai N-Line. Quando a irreverência enche (ainda mais) as medidas