Elétricos da BMW terão 1.000 km de autonomia

nova geração de baterias da BMW vai oferecer, a partir de 2025, mais autonomia (+30%)... por metade do preço

0 aos 100 19/09/2022 Noticias

A BMW acaba de apresentar a sexta geração de baterias para veículos elétricos. A Gen6, composta por células cilíndricas (Gen5 são planas), prometem 30% mais autonomia, um carregamento 30% mais rápido, mas também serão 50% mais baratas.

As células de bateria, cuja química será NCM (níquel, cobalto e manganês), terão um cátodo com uma percentagem maior de níquel e uma quantidade menor de cobalto, sendo o ânodo rico em silício, terão 46 mm de diâmetro e estarão disponíveis em duas alturas: 95 e 120 mm. Por forma a aproveitar o espaço, os pacotes não terão módulos.

"As baterias de sexta geração permitirão oferecer 30% mais de autonomia do que a quinta geração, mas não ultrapassaremos 1.000 quilómetros de autonomia, embora pudéssemos fazê-lo. Não acreditamos que seja necessária muita autonomia", admitiu Thomas Albrecht, chefe da BMW Efficient Dynamics em declarações à revista 'Autocar'.

A nova química, que será exclusiva da BMW, também melhorará a longevidade das baterias. “A legislação vai exigir ainda mais da vida útil das baterias. Por exemplo, nos Estados Unidos será exigido um rendimento mínimo de 80% após 10 anos. Temos um desempenho melhor do que isso”.

As novas baterias, desenvolvidas em colaboração com as empresas CATL e EVE Energy, estrearão em 2025 nos modelos da nova plataforma Neue Klasse, uma arquitetura especialmente otimizada para a nova geração de modelos elétricos BMW.

Veja ainda:

As baterias Gen6 estarão igualmente disponíveis nos modelos da Mini e Rolls Royce. Contudo, a sua estreia está prevista para os próximos BMW Série 3 (i3) e X3 (iX3), que começarão a ser produzidos em Debrecen (Hungria) em 2025.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída
Hyundai Kauai N-Line. Quando a irreverência enche (ainda mais) as medidas