Miguel Oliveira: 'Não esperava que Joan Mir travasse com tanta força, podia ter sido pior'

Piloto português teve um incidente com o espanhol Joan Mir na formação da grelha

0 aos 100 26/06/2022 Desporto

Miguel Oliveira revelou que os danos causados pelo toque na Suzuki de Joan Mir ainda na formação da grelha de partida para o Grande Prémio dos Países Baixos tornou a KTM mais instável nas zonas mais rápidas do traçado de Assen.

O piloto português, que largou da oitava posição, teve um incidente com o espanhol Joan Mir na formação da grelha. O espanhol parou de repente, quando colocava a mota no seu lugar na reta da meta, e Oliveira não evitou um pequeno toque na Suzuki, acabando por partir uma das asas laterais da KTM.

"Estava à procura do meu lugar na grelha e não esperava que Joan Mir travasse com tanta força. Podia ter sido mais grave, mas ainda assim parti peças da mota e foi complicado correr. A moto ficou um pouco instável nas partes rápidas”, explicou Oliveira que foi nono classificado.

Para o piloto de Almada, “terminar nos dez primeiros foi bom, mas é sempre frustrante quando se sabe que se podia ter feito melhor”.

“E eu sabia hoje que tínhamos a velocidade e o ritmo para sermos um pouco mais rápidos. Estava a queixar-me que precisava de ser mais consistente e agora penso que tenho quatro nonas posições! Não a consistência que eu gostaria de a ter, mas agora temos esta pausa para nos reagruparmos e voltarmos melhor", referiu em declarações divulgadas pela KTM Racing.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída
Pub