Novo Mercedes-Benz Oceanic Lounge

Novo espaço para debate, geração de ideias e vivência de experiências ligadas à proteção e preservação dos oceanos

0 aos 100 08/06/2022 Noticias

A Mercedes-Benz inaugurou nas Docas de Lisboa, a dois passos do Rio Tejo, o Oceanic Lounge, um novo espaço para debate, geração de ideias e de experiências ligadas à proteção e à preservação dos oceanos.

Este novo projeto insere-se na visão da marca de contribuir para fazer a diferença em educação ambiental ligada ao mar e na sensibilização para a proteção do meio ambiente com especial enfoque nos oceanos.

“O objetivo passa por criar uma consciência global da importância da mudança dos comportamentos na proteção do oceano e, sobretudo, dos ecossistemas marinhos”, refere a marca em comunicado.

A dois passos do Tejo, nas Docas de Lisboa, em Alcântara, o Mercedes-Benz 'Oceanic Lounge' irá funcionar com vários parceiros, entre os quais se destaca o Oceanário de Lisboa, promovendo ações de formação ambiental, saídas para recolhas de lixo em mar aberto e em praias, além de observação e estudo da fauna marinha, com especial atenção aos golfinhos do Tejo e aos cetáceos e aves que visitam a foz do rio.

O espaço vai contar com uma equipa de biólogos e zoólogos e espera-se a colaboração e o alavancar de projetos científicos e didáticos, que vão encontrar no lounge uma casa para os receber, dotada de meios que permitam ir para a água e pôr em prática, estudos, censos e projetos científicos.

A Escola de Vela e a Escola de Navegação vão estar também disponíveis, dotando os seus alunos de técnicas e conhecimentos que lhes permitam navegar, conhecer e investigar a nossa costa, sempre com o mote da preservação para as gerações futuras.

O Lounge é aberto a todos e tem também uma preocupação de inclusão social. Além disso, tem igualmente condições especiais para os clientes Mercedes-Benz.

O Oceanic Lounge vem juntar-se ao Mercedes-EQ Lounge, na Nazaré, inaugurado em 2021.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Hyundai Kauai N-Line. Quando a irreverência enche (ainda mais) as medidas
Pub