Soc. Com. C. Santos reune as 8 gerações do Mercedes-Benz SL

Em exposição mais de 70 anos de páginas de história de um dos mais marcantes automóveis da história.

0 aos 100 15/05/2022 Noticias

A oitava geração do Mercedes-Benz SL (se contarmos com o 300 SL Gullwing como a primeira) já chegou à Sociedade Comercial C. Santos. Até 20 de maio, um exemplar de cada geração SL (à exceção do W198 Gullwing, que só eteve em exposição no dia 14) estará em exposição (aberta ao público) na Sociedade Comercial C. Santos. Os cerca de 700 m2 do stand das instalações-sede deste concessionário Mercedes-Benz irão reunir mais de 70 anos de páginas de história de um dos mais marcantes automóveis da história.

Em exposição estarão assim exemplares das gerações W121 (190 SL), W113 (Pagode), R107, R230 e R231, que agora passa o testemunho à nova geração SL, modelo renascido como um Mercedes-AMG, que regressa às suas origens com uma capota clássica e um estilo que combina num só modelo desportividade e elegência. Uma viagem no tempo, da década de 1950 até hoje, à espera de todos na Sociedade Comercial C. Santos.

“O Mercedes-Benz Club Portugal está sempre pronto a colaborar com os concessionários oficiais Mercedes-Benz. É com grande satisfação que voltamos a dar o nosso contributo para fazer a ponte entre passado, presente e futuro da nossa marca”, afirma o presidente do Mercedes-Benz Club Portugal, Manuel Neves.

“Um dos grandes capitais das marcas automóveis é a sua história. O SL é um dos modelos mais marcantes da Mercedes-Benz e da história automóvel e a nova geração tem tudo para prolongar esse legado. É excelente para a Sociedade Comercial C. Santos poder, com o apoio do Mercedes-Benz Club Portugal e de alguns clientes que nos cederam os seus automóveis, reunir todas as gerações”, refere o relações públicas da Sociedade Comercial C. Santos, Aquiles Pinto.

Mercedes-AMG SL: genética desportiva

Após uma evolução de várias décadas, da qual resultou um puro modelo de competição até um cabriolet desportivo luxuoso, o novo Mercedes-AMG SL estabelece agora mais um marco histórico. Combina a desportividade do SL original com o luxo exclusivo e a tecnologia avançada que caracterizam os modernos modelos Mercedes.

Os sistemas tecnologicamente avançados, como a suspensão AMG ACTIVE RIDE CONTROL com estabilização ativa antiadornamento, a direção do eixo traseiro, o opcional sistema de travões cerâmicos de elevado desempenho da AMG e o sistema DIGITAL LIGHT de série, com função de projeção, apuram o carácter desportivo do modelo.

Na qualidade de modelo luxuoso desportivo, a Mercedes-AMG em Affalterbach desenvolveu o SL de forma totalmente independente. Dois modelos com motor AMG V8 biturbo de 4.0 litros marcam o arranque do lançamento de mercado, um com 476 cv (Mercedes-AMG SL 55 4MATIC+) e outros com 585 cv (Mercedes-AMG SL 63 4MATIC+). Mais tarde, chegará o Mercedes-AMG SL 43, um quatro cilindros 2.0 de 381 cv com turbo elétrico e tração às rodas traseiras.

Os modelos já disponíveis, Mercedes-AMG SL 55 4MATIC+ e Mercedes-AMG SL 63 4MATIC+, têm preços a partir de 210 mil e 241 100 euros, respetivamente. O SL 55 4MATIC+ acelera dos zero aos 100 km/h em apenas 3,9 segundos, com uma velocidade máxima de 295 km/h (consumos médios de gasolina de 12,2 l/100 km e emissões combinadas de CO2 de 277 g/km).

Ainda mais impressionante, o SL 63 4MATIC+ chega aos 100 km/h em apenas 3,6 segundos, com uma velocidade máxima de 315 km/h (consumos médios de gasolina de 12,5 l/100 km e emissões combinadas de CO2 de 282 g/km). Ambas motorizações têm caixa automática de nove velocidades AMG SPEEDSHIFT MCT 9G.

O SL 55 4MATIC+ está equipado de série com uma suspensão de aço AMG RIDE CONTROL recém-desenvolvida, com amortecedores de alumínio e molas helicoidais de baixo peso particularmente resistentes. Pela primeira vez, um modelo Mercedes-AMG produzido em série está equipado com um eixo dianteiro multi-link com cinco barras dispostas inteiramente dentro da projeção da jante. Isto permite melhorar significativamente a cinemática. No eixo traseiro, um conceito de cinco barras controla igualmente as rodas.

A inovadora suspensão AMG ACTIVE RIDE CONTROL com estabilização hidráulica ativa anticapotamento faz a sua estreia no SL 63 4MATIC+. A maior inovação: os elementos hidráulicos ativos substituem as barras mecânicas anticapotamento e compensam os movimentos de adornamento do novo SL em frações de segundo. O sistema permite o ótimo comportamento da direção e em situações de variação de carga, com características de condução típicas da AMG em termos de dinâmica, precisão e resposta às solicitações do condutor. Ao mesmo tempo, aumenta o conforto de condução em linha reta e em estrada de piso irregular.

Pela primeira vez na sua longa história, o SL está equipado de série com direção ativa do eixo traseiro. Em função da velocidade, as rodas do eixo traseiro são direcionadas para o lado oposto (velocidade até 100 km/h) ou para o mesmo lado (velocidade superior a 100 km/h) que as rodas dianteiras. O sistema permite desta forma um comportamento ágil e estável - características que são contrárias entre si sem a direção do eixo traseiro. Outras vantagens incluem a maior facilidade de controlo do veículo nos limites e o menor esforço na direção, pois a relação de transmissão da direção do eixo dianteiro é mais direta.

 

Gerações Mercedes-Benz SL em números

W198

1954-1957

1400 unidades

  • Baseado no 300 SL de competição, ficou conhecido com Asas de Gaivota (Gulllwing)
  • Estrutura tubular ligeira
  • Automóvel raro e muito valioso, foi considerado o “Automóvel Desportivo do Séc. XX

 

W121

1955-1963

25 881 unidades

  • Primeiro descapotável de produção da família SL
  • Automóvel rápido, mas que podia ser usado no dia a dia
  • Suspensão de última geração para conforto e segurança de alto nível

W113

1963-1971

48 912 unidades

  • Deve a alcunha Pagode à forma côncava da capota
  • Primeiro SL com um corpo de segurança baseado no princípio de Béla Barényi, engenheiro reconhecido como pai da segurança passiva em automóveis
  • Primeiro SL com transmissão automática

R107

1971-1989

62 888 unidades

  • 18 anos de produção
  • Alcunha de Dallas devido à conhecida série de televisão
  • Mais seguro e ecológico (primeiro SL com catalisador)

R129

1989-2001

204 940 unidades

  • Prémio internacional "Car Design Award" mostra excelente trabalho de Bruno Sacco
  • Aerodinâmica apurada, com valores de cd de 0,32 com capota e de 0,40 sem capota
  • Inovadora barra automática de proteção em caso de capotamento é acionada em apenas 0,3 segundos (mesmo com a capota rígida fechada)

R230

2001-2012

169,433 unidades

  • Chassis com Active Body Control (ABC)
  • Aerodinâmica com cd de 0,29 (veículo fechado)
  • Uso de componentes leves para mais eficiência energética

R231

2012-2020

Números oficiais de produção ainda por divulgar

  • Apesar do volume maior, é até 140 kg mais leve que antecessor
  • Rigidez de torção 20% maior
  • Entrada HANDS FREE

R232

A história continua

  • Renascido como um Mercedes-AMG
  • Regresso às origens com capota clássica
  • Pela primeira vez em 70 anos, disponível com tração integral

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída
Hyundai Kauai N-Line. Quando a irreverência enche (ainda mais) as medidas