BMW i7, o primeiro Série 7 elétrico já tem preço

Chega o elétrico que faltava à BMW: um topo de gama para competir com o Mercedes EQS e o Audi e-tron GT

0 aos 100 20/04/2022 Noticias

O topo de gama da BMW também já é elétrico. O i7 conta com os pouco consensuais faróis dianteiros do X7 e na versão i7 xDrive60 anuncia uma autonomia de até entre 590 e 625 quilómetros (ciclo WLTP). Em Portugal, estará à venda em dezembro na versão xDrive60, por 146.850 euros.

Ao contrário do EQS, o i7 surge integrado na gama do Série 7, diferenciando-se deste em apenas alguns detalhes estéticos, além da mecânica, com o xDrive60 a contar com dois motores elétricos, um em cada eixo, para debitar uma potência conjunta de 544cv e 744 Nm de binário.

A BMW anuncia uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 4,5 segundos, menos 0,5 segundos que a versão 740i, equipada com um motor a gasolina de 3 litros que debita 380cv.

A bateria, de 101,7 kWh de capacidade útil, consegue carregar a 195 kW cerca de 128 km em apenas 10 minutos. O consumo combinado de energia situa-se entre 18.4 e 19.6 kWh por cada 100 km (dados oficiais).

A gama do Série 7, de resto, contará com versões Diesel (740d com 300cv) e híbridas 'plug-in' a gasolina (PHEV) – não haverá qualquer motorização exclusivamente a gasolina -, com uma autonomia elétrica de mais de 80 quilómetros.

O interior remete para o iX, destacando-se pelos dois monitores digitais ligados por um único ecrã curvilíneo: o central mede 14,9'', enquanto o visor à frente do volante tem 12,3''.

Os painéis das portas traseiras também podem ter ecrãs táteis de 5,5'' com várias funções associadas e, junto ao teto, ao meio, pode ser instalado (em opção) um enorme monitor de 31,3'' (resolução 8K) com televisão integrada.  

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Pub
Hyundai Kauai N-Line. Quando a irreverência enche (ainda mais) as medidas