Toyota e Yamaha estão a desenvolver motor V8 a hidrogénio

Solução para evitar a morte dos motores de combustão

0 aos 100 19/02/2022 Noticias

A Yamaha está a desenvolver para a Toyota um motor V8 de 5.0 litros capaz de funcionar a hidrógenio.

A Toyota e Yamanha, juntamente com a Mazda, Kawasaki e Subaru, comprometeram-se em investir em tecnologias, com o hidrogénio à cabeça, como uma solução para a sobrevivência do motor de combustão.

Veja ainda:

O novo motor terá por base o utilizado no Lexus RC F, com modificações nos injetores, coletor de admissão e outros elementos. A Yamaha afirma que oferece 450 cv às 6.800 rpm e 540 Nm às 3.600 rpm. São 27 cv a menos que o Lexus LC 500 (47 cv) e 30 cv a menos que o Lexus RC F Track Edition de 480 cv.

Contudo, o binário sobe ligeiramente em relação ao RC F (+4 Nm) para 540 Nm, valor disponível a partir de 3.600 rpm, em vez de 4.800 rpm na versão sem chumbo.

“Os motores a hidrogénio têm potencial para serem neutros em termos de emissões, mantendo viva a nossa paixão pelos motores de combustão interna,” sublinhou o Presidente da Yamaha, Hidaka.

Uma característica particular que a Yamaha destaca é o som estridente do motor V8, que pode ser preservado adaptando-o para queimar outro tipo de combustível, para além de gasolina.

A ideia de apresentar um V8 parece assim confirmar a vontade de viabilizar o hidrogénio com motores de combustão interna no caso de modelos de elevada performance ou desportivos. Que é relevante para modelos em que desempenho e 0 a 100 km/h não são tudo, e o som e as sensações de condução são parte fundamental da experiência de condução.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Pub
Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída