Toyota testa tecnologia para comboios híbridos a hidrogénio em Portugal e Espanha

Projeto combina o uso normal da via e as viagens ferroviárias sem emissões e sem catenária

0 aos 100 22/01/2022 Curiosidades

A Toyota construiu, testou e entregou 6 módulos de pilha de combustível (ou células de combustível) para comboios híbridos a hidrogénio que vão ser testados em Portugal e Espanha.

O projeto FCH2Rail (Fuel Cell Hybrid Power Pack for Rail Applications) foi lançado em janeiro de 2021, e é desenvolvido por um consórcio que envolve várias empresas, como a CAF (Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles) e a Renfe.

Os módulos incorporam a mais recente tecnologia Gen2, que oferece aos comboios mais potência e densidade numa célula com menor dimensão. Os módulos desenvolvidos são em formato plano e têm como intuito serem colocados no teto.

Veja ainda:

Três dos módulos já foram entregues à CNH2. Estes módulos de pilha de combustível serão primeiro testados juntamente com as baterias do sistema num banco de ensaio, antes de se mudarem para a CAF. Os restantes 3 módulos irão diretamente para a CAF até meados de fevereiro, onde os 6 módulos serão instalados no comboio de demonstração.

Com a entrega dos módulos de pilha de combustível da Toyota, as equipas podem agora desenvolver o Conjunto Híbrido Propulsor Fuel Cell para o sistema de acionamento híbrido e bimodal do comboio. Este sistema combina a energia elétrica fornecida da catenária com o conjunto de potência híbrido a pilha de combustível que funciona de forma independente, e que alimenta o comboio.

Este comboio serve de demonstração, um comboio elétrico CIVIA fabricado pela CAF, é fornecido pela Renfe; ambos parceiros do consórcio FCH2RAIL. A CAF instalará os módulos de pilha de combustível, como parte do Conjunto Híbrido Propulsor Fuel Cell no comboio.

Uma vez concluída a integração, o consórcio iniciará os testes funcionais iniciais e os ensaios para o processo de aprovação na linha espanhola e portuguesa. O projeto visa testar a gestão energética e validar se pode ser uma solução fiável e viável para os comboios de zero emissões a hidrogénio.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Nissan Juke 1.0 DIG-T N-Design: Perfil ganhador
Pub