Citroen AMI chega em setembro e já tem preços

Elétrico de dois lugares estará disponível em versão de passageiros e comercial.

0 aos 100 10/08/2021 Noticias

O Citroen AMI, intitulado como “o elétrico de quatro rodas mais barato do mercado” chega em setembro. Os preços arrancam nos 7.350 euros. Estará disponível tanto na variante de passageiros AMI, quer na solução profissional MY AMI Cargo.

Com apenas dois lugares e apenas 2,41 metros de comprimento, o AMI, descrito pela Citroen como "objeto de mobilidade" (não é um carro, segundo a marca francesa), tem a curiosidade de ser classificado como quadriciclo ligeiro, que pode ser conduzido por jovens a partir dos 16 anos, com carta de condução da categoria B1.

Está equipado com uma bateria de iões de lítio com 5,5 kWh de capacidade, que alimenta o pequeno motor de 8,2 cv (6 kW), que confere ao AMI uma autonomia anunciada de 75 km e uma velocidade máxima de apenas 45 km/h. O carregamento total demora três horas numa tomada doméstica de 220V.

No MY AMI Cargo, a versão "comercial", a área do passageiro é convertida num espaço de armazenamento de 260 litros capaz de acomodar uma carga útil de 140 kg, valores alcançados pela substituição do banco do passageiro por uma caixa modular, protegida por 7 divisórias em polipropileno. Ao todo, a versão comercial oferece um volume útil superior a 400 litros.

Veja ainda:

Outra curiosidade é o facto das portas que abrem-se de um modo simétrico: antagónico do lado do condutor e de forma clássica do lado do acompanhante. As duas janelas laterais fixas, semi-basculantes, seguem a mesma lógica.

Em Portugal, o AMI está disponível em sete versões de passageiros: AMI AMI (7350 €), MY AMI Orange (7750 €), MY AMI Khaki (7750 €), MY AMI Grey (7750 €), MY AMI Blue (7750 €), AMI Pop (8250 €) e AMI Vibe (8710 €) e uma versão comercial MY AMI Cargo (7750 €).

Os diferenciais de preços são justificados com a diferente aplicação dos kits de personalização que, nas variantes MY AMI Orange, MY AMI Khaki, MY AMI Grey e MY AMI Blue podem ser colocados pelo cliente, segundo o processo que a Citroën define como “Faça Você Mesmo”. Estes são comercializados por € 400.

Já os kits para as duas versões de topo – MY AMI Pop e MY AMI Vibe – deverão ser colocados pelos especialistas da marca, reflexo do diferencial de € 900 e de € 1.360 face ao PVP de um AMI AMI de entrada de gama.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!
Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída