Land Rover Defender híbrido Plug-in com lista de espera de 12 meses

Land Rover incapaz de dar resposta à procura pelo Defender de ligar à tomada

0 aos 100 22/05/2021 Noticias

A Land Rover está com enormes dificuldades para dar resposta às mais de 100.000 encomendas do Defender PHEV, a versão híbrida Plug-in. A explicação encontra-se na escassez de semicondutores, que tem causado enormes dores de cabeça à grande maioria dos construtores de automóveis.

O CFO da Jaguar Land Rover, Adrian Mardell, explicou que a lista de espera para modelos plug-in está a aproximar-se dos doze meses. "Esperamos que o número de pedidos normalize entre seis a doze meses", referiu o responsável durante a apresentação dos resultados trimestrais.

Mardell adiantou que os concessionários estão a vender cerca de 7.000 unidades por mês, acima das 5.000 inicialmente esperadas. Durante o último exercício financeiro, a empresa vendeu 45.244 unidades do Defender.

O Defender P400e combina um motor 2.0 de quatro cilindros turbo a gasolina com 200cv e um motor elétrico de 143 cv, para um total de 404 cv, o que lhe permite acelerar de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos e anunciar consumos de 3,3 l/100 km e emissões de CO2 de 74 g/km (WLTP).

Veja ainda:

A bateria de 19,2 kW permite-lhe percorrer até 43 km em modo elétrico. É capaz de recarregar em 7kW em corrente alternada e 50kW em corrente contínua.

Está disponível nos níveis de equipamento Standard, S, SE, HSE, X-Dynamic, X-Dynamic S, X-Dynamic SE, X-Dynamic HSE e X. Os preços arrancam nos 76.499 euros para a versão de 3 portas (90) e 76.707 euros na de cinco portas (110).

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Hyundai Kauai N-Line. Quando a irreverência enche (ainda mais) as medidas
Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída