Renault (também) vai deixar de desenvolver novos motores a gasóleo

Apenas vai continuar a atualizar e a adaptar as motorizações dCi existentes

0 aos 100 27/04/2021 Noticias

A Renault é o último construtor a anunciar o abandono do desenvolvimento de novos motores a gasóleo, juntando-se assim a marcas como a Audi, Peugeot, Nissan, Volvo e muitos outros.

A revelação foi feita pelo CEO da marca francesa, Luca de Meo, que garantiu, no entanto, que os atuais dCi serão adaptados às cada vez mais restritas normas de CO2.

Veja ainda:

A confirmação só veio reforçar o que já tinha sido anunciado pelo Diretor de Engenharia da Renault, Guilles Le Borgne, em entrevista à publicação francesa Auto-Infos, há cerca de seis meses de que a atual geração dos motores dCi será a última. 

A decisão surge depois do abandono dos motores 1.6 dCi e 1.7 dCi. Apenas o motor 1.5 dCi continua, atualmente, disponível na gama Renault, embora limitado a alguns modelos, como é o caso do Clio, Mégane e Captur, por exemplo.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ao volante do Hyundai Kauai Hybrid. Inteligência funcional
Toyota Corolla Touring Sports TREK, uma carrinha com 'alma' SUV