Cada motor elétrico do Porsche Taycan custa mais que um... Dacia Sandero

Porsche adiantou alguns detalhes dos motores elétricos da sua berlina desportiva

0 aos 100 11/04/2021 Noticias

A Porsche esclareceu que os motores elétricos do Taycan são diferentes dos utilizados no Audi e-tron GT, que utiliza a mesma plataforma. O Taycan conta com motores síncronos de interação permanente (PSM), que são menos propensos a sobreaquecimento. Só o motor que faz mover as rodas do eixo dianteiro custa o mesmo que um Dacia Sandero SCe de 65cv.

Estes possuem um rotor com ímanes permanentes que geram um campo magnético natural. Assim, o rotor movimenta-se de forma sincronizada com o campo de rotação magnético do estator, daí o nome PSM.

Uma particularidade dos motores elétricos do Taycan é a designada bobina Hairpin, na qual a bobina do estator é composta por fios que não são redondos mais sim retangulares, o que permite melhorar a potência e o binário.

Veja ainda:

Os fios são dobrados e fazem lembrar, antes da sua introdução no pacote de chapas do estator, a sua forma ganchos de cabelo – daí o nome “Hairpins”. As extremidades abertas são soldadas por laser. A tecnologia Hairpin permite embalar os fios de forma mais densa e, assim, colocar mais cobre no estator.

Outra vantagem importante para um automóvel orientado para a performance como o Taycan é o facto de um estator Hairpin poder ser refrigerado de forma muito mais eficiente.

Esta elevada carga tecnológica também confirma o que custam se falham depois da garantia.

É que na dianteira, o motor elétrico custa algo como 14.498 euros na Alemanha, enquanto a da versão mais potente ascende a 15.473 euros. O traseiro custa entre 10.000 e 11.000 euros, dependendo se tem ou não bloqueio do diferencial. E com o eixo traseiro, o conjunto pode disparar até aos 20 mil euros. Atenção, preços oficiais do fabricante para a Alemanha, sem IVA e sem mão de obra...

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Corolla Touring Sports TREK, uma carrinha com 'alma' SUV
Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!