Suzuki Jimny regressa a Portugal como comercial

Solução encontrada para 'fintar' as penalizações por emissões de CO2

0 aos 100 10/03/2021 Noticias

O Jimny está de regresso a Portugal, agora como Jimny Pro, uma versão comercial do modelo. Esta foi a solução encontrada pela Suzuki para evitar as multas da União Europeia por excesso de emissões médias da gama.

Homologado na categoria N1 (ligeiro de mercadorias), o Jimny Pro tem um preço a começar nos 28.374 euros (sem incluir despesas e pintura metalizada). A única opção disponível é a pintura metalizada na cor verde Jungle, que custa 350 euros.

Com dois lugares, um solo plano e grelha separadora de carga - oferece um volume máximo de 863 litros, mais 33 do que a versão de passageiros com os bancos traseiros rebatidos -, o Jimny conta com o mesmo motor a gasolina 1.5 de 102 cv e 130 Nm, com um sistema de tração integral e caixa de redutoras. Com 1090 kg de peso, anuncia um consumo médio de 7,7 l/100 km e emissões de CO2 de 173 g/km.

Veja ainda:

Em face da nova homologação, este Jimny de trabalho é obrigado a um limite de 110 km/h em autoestrada, além de ser sujeito a intervalos mais curtos de inspeção. 

Não é possível também a sua utilização como táxi ou veículo de escolas de condução, assim como a transformação em veículo de categoria M1, ligeiro de passageiros.

O Jimny Pro possui um ângulo de ataque de 37 graus, um ângulo ventral de 28 graus e um ângulo de saída de 49 graus.

Está equipado, de série, com os mesmos sistemas de segurança da versão ligeiro de passageiros, incluindo o controlo de travagem autónomo (DSBS), a que acrescenta o eCall, uma função de chamada de emergência em caso de acidente.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Nissan Juke 1.0 DIG-T N-Design: Perfil ganhador
Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!