Os 10 componentes fundamentais do seu carro que tem data de validade. Saiba quais são

Quanto tempo dura uma correia? E os pneus? A embraiagem? O airbag? Têm data de validade?

0 aos 100 09/02/2018 Curiosidades

A idade média do parque de ligeiros de passageiros em Portugal é de 12,4 anos, o que significa que circulam nas estradas mais de um milhão de carros com mais de 10 anos.

Mas, afinal, quanto dura um carro? Alguns especialistas colocam a média entre 250.000 e 350.000 quilómetros, embora dentro da complexa mecânica de um carro, há peças mais duradouras do que outras que são propensas a danificar-se ou a sofrer um maior desgaste.

Estas podem ser as 10 peças mais representativas e a sua duração e manutenção estimada.

1.- Correia de distribuição. É cada vez mais duradoura e atualmente é substituída a cada 100.000-180.000 quilómetros, ou quando expira o prazo estipulado pelo fabricante. Além disso, estão a surgir novamente correias de distribuição que eliminam a necessidade de manutenção preventiva.

2.- Alternador. A sua vida útil é de cerca de 200 mil quilómetros. Em alguns casos, e dependendo da falha que apresenta, o problema pode ser resolvido sem a necessidade de trocar o alternador por inteiro.

3.- Catalisador. Vida média estimada entre 90.000-120.000 quilómetros

4.- Turbo. Este sistema de sobrealimentação tem uma vida útil de aproximadamente 250 mil quilómetros.

5.- Injectores. Têm uma vida útil de entre 300.000-400.000 quilómetros. Este componente, juntamente com outros como o turbo ou a EGR, geralmente são verificados quando o carro possui perdas de potência, maior consumo de combustível ou avarias. Por sua vez, a válvula EGR acima mencionada tem uma vida média de 200.000 quilómetros, mas sua duração pode ser prolongada através da limpeza periódica.

6.- Amortecedores. Existem muitas variáveis ​​que afetam o desgaste dos amortecedores. A sua vida útil é estimada entre 60.000 e 80.000 quilómetros, mas podem durar muitos mais km dependendo do tipo de percurso/piso que se faça.

7.- Embraiagem. A forma de conduzir influencia em muito a sua longevidade. Pode variar entre 30.000 e 200.000 quilómetros.

Relacionadas:

8.- Travões. Estima-se que as pastilhas podem “aguentar” 60 mil quilómetros em média, mas recomenda-se verificar o seu estado a cada 25.000. Os discos geralmente duram cerca de 120 mil quilómetros e são verificados sempre que se trocam as pastilhas.

9.- Pneus. Vários estudos estimam uma vida útil entre 30.000 e 60.000 quilómetros, embora os fabricantes recomendem substituí-los quando o piso atingiu o indicador de alerta ou cumpriram cinco anos, um período em que o pneu começa a cristalizar (endurecer).

10.- Airbag. Cada fabricante estabelece um período em que considera que o sistema de airbag "expira". Nos carros mais antigos, esse termo costumava ser de 10 anos. No entanto, os componentes dos airbags mais modernos são projetados para funcionar em toda a vida útil do automóvel e só sejam substituídos em caso de acidente.

Contudo é de lembrar que a vida útil de todos estes componentes nem sempre é a mesma. A sua duração depende de vários fatores, como o tipo de condução, o clima ou a qualidade do componente.

Deixe o seu comentário