Hyundai abandona o desenvolvimento de novos motores a gasóleo

Estratégia passa por melhorar as mecânicas atualmente disponíveis

0 aos 100 24/01/2021 Noticias

A Hyundai Motor Group, que engloba as marcas Hyundai, Kia e mais recentemente Ioniq (nova submarca de elétricos), vai cessar todo o desenvolvimento de motores a gasóleo.

O anúncio, que está em linha com o que outros fabricantes já se comprometeram ou prometem fazê-lo em breve, foi revelado pelo jornal sul-coreano “Korea JoongAng Daily”.

A medida, contudo, não implica o abandono dos motores a gasóleo. Pelo contrário. A estratégia passa pela atualização e melhoramentos dos motores já existentes. Ou seja, a suspensão de projetos de novos motores não significa a desistência (imediata) dos motores a gasóleo.

Veja ainda:

Atualmente, com a saída de cena do 1.4 CRDi (Hyundai i20 e Kia Rio já não dispõem de motores Diesel), a oferta de motores a gasóleo na Hyundai e Kia cinge-se apenas ao 1.6 CRDi de 116 e 136cv e o 2.2 CRDi de 200cv (disponível no Santa Fé e Sorento).

Quanto aos motores a gasolina, o desenvolvimento de novos projetos de motores a gasolina vai continuar sem alterações, o que está relacionado com a evolução de soluções híbridas e híbridas Plug-in “alimentadas” a gasolina.

A preocupação dos construtores com o desenvolvimento de novos motores é reflexo do endurecimento das regras ambientais, especialmente com as normas Euro 7 que entram em vigor em meados desta década, tornado ainda mais rígidos os padrões anti-poluição. Ao mesmo tempo, o investimento está a ser direcionado para o desenvolvimento de modelos eletrificados, que deverão dominar o futuro da indústria automóvel.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída
Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!