Mercedes EQA tem 190cv e mais de 400 km de autonomia

SUV elétrico compacto estará disponível a partir da primavera

0 aos 100 20/01/2021 Noticias

A Mercedes reforça a sua gama elétrica "EQ" (atualmente composta apenas pelo EQC) com o EQA, um SUV elétrico que estará disponível em configurações de tração dianteira e integral, com potências entre 140 e 200 kW (190 e 272 CV) e autonomias, oficiais e segundo o ciclo WLTP, entre os 426 e os 500 quilómetros.

No lançamento, previsto para a primavera, o EQA estará disponível apenas na versão "EQA 250", com um motor elétrico de 140 kW/190 cv e 375 Nm de binário máximo, sendo que posteriormente haverá uma versão com mais de 200 kW –270 CV –, assim como uma versão com tração às quatro rodas.

O EQA acelera dos 0 aos 100 km/h em 8,9 segundos e alcançar uma velocidade máxima limitada de 160 km/h.

A bateria de iões de lítio com 66,5 kWh de capacidade utilizáveis - autonomia de até 426 km, segundo o protocolo WLTP, e um consumo combinado de 17,7 kWh/100 km -, protegida por uma estrutura em alumínio, arrefecida a líquido e com cerca de 500 kg, pode carregar a 100 kW, permitindo alcançar 80% de carga em cerca de meia-hora.

Com um carregador AC a 11 kW (de série) enche de 0 a 100% em 5h45. A bateria tem 8 anos ou 160 mil km de garantia. O condutor poderá modificar a intensidade da travagem regenerativa através de patilhas no volante com quatro níveis.

O SUV elétrico derivado do GLA e inspirado no EQC, apresenta um desenho diferenciador, com uma grelha específica formada por um painel em preto EQ, além das óticas ligadas por um filamento em fibra ótica que percorre toda a dianteira.

Atrás, a tampa da mala foi redesenhada comparativamente com o GLA, com a placa de matrícula a ser encaixada no para-choques, o que permite que os farolins fiquem unidos por uma barra luminosa. 

Veja ainda:

No interior, o EQA pouco difere do GLA, destacando-se essencialmente pela luz ambiente em azul e o painel de instrumentos redesenhando. A bagageira do EQA tem 340 litros de capacidade, menos 95 que o GLA.

O EQA é fabricado em Rastatt (Alemanha) e em Beijing (China). Os sistemas de bateria do EQA são fornecidos pela Accumotive sedeada na localidade de Kamenz, uma subsidiária da Mercedes-Benz. A fábrica de baterias em Jawor na Polónia também está a preparar-se para produzir sistemas de bateria para os modelos compactos da Mercedes-EQ.

Na Alemanha, o EQA terá um preço de 47.540 euros.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva
DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente