Apresentado o novo 911 GT3 Cup. De pista

Primeiro derivado de pista do Porsche 911 992 é também o primeiro Porsche que pode utilizar combustíveis sintéticos

0 aos 100 13/12/2020 Noticias

Ainda não foi desta que a Porsche desvendou o novo 911 GT3 destinado à estrada. Mas foi desbravando caminho, com a apresentação do novo 911 GT3 Cup, a versão de competição destinada à Porsche Mobil 1 Supercup, mas também às competições nacionais na Alemanha, França ou Estados Unidos.

A nova máquina de pista, sucessor do 991.2 e o primeiro derivado de competição do 911 992, distingue-se desde logo por um estilo mais musculado, algo conseguido com uma via traseira mais longa em 28 mm, sendo que o eixo dianteiro desta geração 992 é também mais largo.

Em virtude disso, as cavas das rodas podem ser mais largas e as jantes também mais largas, melhorando a sua manobrabilidade. A asa traseira é adaptável em 11 posições.

Por seu turno, a estrutura composta por aço, alumínio e materiais compósitos assegura não só a máxima rigidez, como um peso em condições de corrida de 1.260 kg, mais 35 kg, devendo-se a reforços suplementares colocados na estrutura de segurança do habitáculo, entre outros elementos.

O motor ‘boxer’ de seis cilindros, de 4.0 litros, debita 510cv de potência às 8400 rpm (mais 25cv em relação ao seu antecessor) e 470 Nm de binário máximo às 6150 rpm. Tem como curiosidade o facto de poder utilizar combustíveis sintéticos, assim reduzindo de forma significativa a sua pegada ambiental em termos de emissões de CO2.

Veja ainda:

O motor de seis cilindros apenas requer manutenção a cada 100 horas de utilização em pista, estando ligado a uma caixa sequencial de apenas 72 kg, com patilhas atrás do volante.

No desenvolvimento do novo 911 GT3 Cup foi ainda dada especial atenção ao piloto, com banco ajustável em duas alturas e direção com acerto de altura e profundidade, numa combinação que pretende ser utilizável para todos os pilotos. O volante redesenhado aberto no topo foi concebido em fibra de carbono, com comandos integrados e botões retroiluminados.

Segundo a Porsche, os tempos por volta deste novo 911 GT3 Cup deverão ser 1% inferiores aos alcançados pelo 911 anterior dependendo do circuito.

Fabricado em Estugarda, na mesma linha do 911 “civil”, o 911 GT3 Cup é produzido desde 1998, nas séries 996, 997 e 991, e vendeu já 4.251 unidades. A sua mais recente geração já está disponível para encomenda, custando 225.000€ à saída de fábrica, que é o mesmo que dizer antes de impostos. As primeiras unidadesserão entregues em fevereiro.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ao volante do Hyundai Kauai Hybrid. Inteligência funcional
Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!