Rivian chega à Europa em 2022 e promete modelos mais pequenos

Produção do SUV R1S e a pick-up R1T arranca em 2021

0 aos 100 20/11/2020 Noticias

A Rivian, start-up americana de carros elétricos, ainda não construiu um único modelo, algo que só acontecerá em 2021, mas já prepara o seu próximo passo: lançamento na Europa em 2022 e logo depois expansão para a China, o maior mercado mundial de elétricos.

Em declarações à agência Reuters, o CEO da Rivian, R.J. Scaringe, explica que a empresa pretende começar a vender o SUV R1S no Velho Continente em 2022 e, posteriormente, lançar novos modelos mais pequenos.

“O que realmente vai aumentar o volume nesses mercados são os produtos de continuidade [à pick-up Rivian R1T e R1S], que terão dimensões mais contidas para se adaptar às preferências dos mercados europeus e asiáticos”, explicou o responsável.

Scaringe está ciente de que os 5 metros ou 5,48 metros de comprimento do Rivian R1S e R1T, respectivamente, podem dificultar o acolhimento por parte dos clientes dos dois mercados.

"Não levaríamos a sério a construção de uma marca se não pensássemos na China e na Europa como importantes mercados a longo prazo", disse Scaringe. O executivo acrescenta que o objetivo é, portanto, produzir esses novos modelos fora dos Estados Unidos, embora avise que "ainda está muito longe".

Para já, a Rivian anunciou os preços do Rivian R1T e do R1S SUV, que prometem até 753cv (na versão mais potente) e mais de 600 km de autonomia, e estarão disponíveis a partir de 67.500 dólares (o equivalente a 57.000 euros).

Veja ainda:

Tanto a R1T e o SUV R1S contarão com sistemas de condução inéditos, como o “tank turn” (“curva de tanque” em tradução literal) e “tank steer” (direção de tanque), ou seja, serão capazes de rodar sobre o eixo vertical em pisos de terra, como um tanque, o que não deixará de ser uma preciosa ajuda nas manobras mais complicadas.

Com quatro motores para cada uma das rodas, um software ordena às rodas da esquerda para girarem para trás e às rodas da direita para executarem o movimento oposto. Contudo, a Rivian alerta que o “Tank Turn” só é possível em terrenos escorregadios, como lama, terra, gelo ou superfícies semelhantes. No asfalto, o sistema não funciona.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva