Bruxelas multa duas fabricantes de peças em 18 milhões de euros

Multa por terem participado em dois cartéis relativos ao fornecimento de fecho de portas

0 aos 100 29/09/2020 Noticias

A Comissão Europeia multou as fabricantes alemãs de peças de automóvel Brose e a Kiekert, em 18 milhões de euros, por terem participado em dois cartéis relativos ao fornecimento de fecho de portas para automóveis na Europa.

Em comunicado, o executivo comunitário dá conta desta multa, indicando que foi a fabricante canadiana Magna que denunciou os dois cartéis, nos quais participou, e só não foi multada porque revelou a Bruxelas esta violação das regras de concorrência no Espaço Económico Europeu.

Juntamente com a Brose, a Magna participou num cartel bilateral relativo ao fornecimento de módulos de portas e reguladores de janelas para um determinado modelo de carro do grupo Daimler, enquanto com a Kiekert a canadiana esteve num cartel bilateral para o fornecimento de fechos e outras componentes aos grupos BMW e Daimler.

“As três empresas reconheceram o seu envolvimento nos cartéis e concordaram em resolver o caso”, indica a Comissão Europeia em nota de imprensa, precisando estarem em causa “a coordenação do comportamento em matéria de preços e a troca de informações comercialmente sensíveis”.

“O objetivo das três empresas envolvidas em ambos os cartéis era preservar o negócio existente de cada parte e evitar uma deterioração dos níveis de preços determinados para os fornecimentos”, numa ação coordenada “através de reuniões, chamadas telefónicas ou trocas de correio eletrónico”, precisa o executivo comunitário.

À Kiekert foi aplicada uma coima de 14,9 milhões de euros, enquanto a Brose foi multada em 3,2 milhões de euros, sendo que ambos os valores incluem uma redução de 10% por estas fabricantes terem reconhecido a responsabilidade.

A Magna foi ilibada de uma multa de seis milhões de euros por ter denunciado ambos os cartéis.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída
Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!