Novos Citroen C4 e e-C4 Electric já têm preços

Novo C4 substitui antigo C4 e Cactus de uma assentada só. Está disponível com dois motores de combustão com 130cv e um elétrico

0 aos 100 18/09/2020 Noticias

A Citroen abriu as encomendas para o novo C4 e a respetiva versão elétrica e-C4 Electric. A gama para o mercado nacional divide-se em quatro níveis de equipamento – Feel, Feel Pack, Shine e Shine Pack, com preços  que se iniciam nos 37.607 € para as versões elétricas, nos 24.908 € com os blocos a gasolina e 30.508 € na vertente Diesel.

Em exclusivo para clientes particulares a Citroën irá oferecer aos clientes do novo ë-C4 - 100% ëlectric a Wallbox monofásica 7,4 kW.

Esta versão, que utiliza a mesma solução mecância do Peugeot e-208 e e-2008, conta com um motor elétrico de 136 cv (100 kW) e 260 Nm com uma autonomia de 350 km  no ciclo WLTP. Está disponível nas versões Feel, Feel Pack, Shine e Shine Pack.

O Ë-C4 acelera de 0 a 100 km/h em 9,7 segundos e tem velocidade limitada a 150 km/h por motivos de autonomia. De acordo com a Citroën, em posto de carga rápida (100 kW de potência), a bateria recupera 80% da energia em 30 minutos.

Quanto a carregamentos, instalando-se a Wallbox de 32 A proposta pela marca, a operação demora 5h00 com ligação trifásica e 7h30 com ligação monofásica.

Finalmente, numa tomada doméstica de 16 A, bateria a 100% em 15h00; num terminal convencional (16 A), o mais comum, processo (muito) lento: mais de 24h00.

Veja ainda:

De resto, a oferta a gasolina e gasóleo do C4, que substitui o antigo C4 mas também o Cactus, resume-se a uma opção cada, no caso a gasolina o motor 1.2 TCe de 130cv e no Diesel o 1.5 BlueHDi de 130cv, que podem combinar-se com caixas de 6 e 8 velocidades (respetivamente, manual e automática)

Com 4,36 m de comprimento, 1,80 m de largura e 1,52 m de altura, o novo C4 apresenta uma nova identidade e estilo, evidente na dianteira, com a assinatura luminosa tripartida, a que se junta um detalhe aerodinâmico atrás das rodas dianteiras. 

A linha de tejadilho pronunciada (em alusão aos SUV Coupé) e o formato dos farolins traseiros remetem para a berlina C6, mas também para referências mais antigas como o CX ou o GS. A bagageira oferece 380 litros.

No interior, o novo C4 apresenta dois ecrãs (um para a instrumentação e outro para o sistema de infoentretenimento). A Citroën optou por regressar aos comandos rotativos para ajustar a climatização.

 

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva