Spyker regressa em 2021

Na calha três novos modelos, incluindo um SUV

0 aos 100 29/08/2020 Noticias

O construtor holandês Spyker anunciou uma parceria que aparentemente permitirá o seu regresso à produção de automóveis e, consequentemente, o lançamento de três novos modelos, a partir de 2021.

O regresso é possível através de uma parceria com os russos da BR Engineering e SMP Racing, ligados ao desporto automóvel, cujo dono é o oligarca russo Boris Rotenberg, e com a firma de design e de marketing Milan Morady, que pertence a Michail Pessis, um sócio de Rotenberg.

Esta parceria permitirá avançar para a produção não só o C8 Preliator, que foi revelado pela primeira vez no Salão Automóvel de Genebra de 2017, mas também o SUV D8 Peking-to-Paris e o B6 Venator. O primeiro novo Spyker a entrar em produção será o C8 Preliator e estará equipado com um motor V8 5.0 de origem Koenigsegg.

“Não pode haver dúvidas de que a Spyker passou por alguns anos muito difíceis desde o fim da Saab Automobile AB, em 2011”, disse a Spyker em comunicado. “Com esta nova parceria, aqueles dias definitivamente acabaram e a Spyker vai tornar-se num importante player no segmento de supercarros.”

A Spyker confirmou ainda que terá um departamento de após-venda e uma nova fábrica na Alemanha. No próximo ano, será inaugurado um concessionário no Mónaco, e depois vários no resto do mundo.

Recorde-se que a Spyker enfrentou enormes dificuldades financeiras, que levariam à bancarrota, depois de ter comprado a Saab à GM em 2010. Em 2015 ainda voltou à atividade, mas mantiveram-se os problemas de liquidez para investir no desenvolvimento de novos produtos.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Pub
Nissan Juke 1.0 DIG-T N-Design: Perfil ganhador