Mercedes-AMG Project ONE inicia testes de pista e soa realmente a um F1!

'Fórmula 1 de estrada' entrou na derradeira fase de testes de desenvolvimento

0 aos 100 19/08/2020 Noticias

Três anos depois de ter sido apresentado, o Mercedes-AMG Project One iniciou os testes de pista, derradeira fase no programa de desenvolvimento do “Fórmula 1 de estrada”.

O modelo originalmente previsto para o início de 2019 foi adiado devido às dificuldades em adaptar um motor de Fórmula 1 às exigências da utilização em estrada (o cumprimento das normas de emissões foi um dos problemas). Agora, o Project ONE está bem encaminhado e mais perto de chegar às estradas.

Segundo a Mercedes-AMG, o conjunto híbrido dotado de um motor V6 de 1,6 litros já cumpre as normas de emissões sem perder desempenho devido ao uso de, entre outros elementos, filtro de partículas.

Mas esta não foi a única dor de cabeça que os engenheiros enfrentaram. A mecânica é essencialmente um propulsor de Fórmula 1 e o seu regime de ralenti é próximo das 5.000 rpm. Os engenheiros tiveram que reduzir o regime do ralenti para as 1.200 rpm.

Veja ainda:

O construtor alemão confirmou que o sistema de propulsão "totalmente eletrificado e complexo" com mais de 1000cv está finalizado. E foi dado sinal verde para começar os derradeiros testes de pista e com todos os sistemas do hipercarro a funcionar em uníssono.

O anúncio foi feito juntamento com um vídeo de um minuto do bólide em pista, dando assim a primeira oportunidade de realmente ouvir o som do ONE. Sem surpresa, soa quase idêntico a um Fórmula 1 da era híbrida.

Estes testes serão realizados essencialmente no circuito de testes da marca em Immendingen, embora a Mercedes tenha confirmado que o carro também rodará em Nürburgring, provavelmente em dias reservados aos fabricantes, conhecido como Industry Pool. Uma vez lá, talvez um dos objetivos seja alcançar um tempo recorde.

De momento, os objetivos mais realistas destes testes são de garantir que o motor funcione de forma fiável em uso normal e em pista e que o sistema híbrido permita que o ONE rode em modo elétrico por cerca de 25 km.

Desconhece-se para já se o desempenho anunciado se manterá inalterado na versão de produção. Recorde-se que a Mercedes-AMG anunciou uma velocidade máxima de 350 km/h e uma aceleração dos 0 aos 200 km/h em 6 segundos.

O One é uma série limitada a 275 unidades e, como é habitual, já se encontram todas vendidas pelo preço de 2,27 milhões de euros, sendo que uma encomendada por um português

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva