Miguel Oliveira: 'Voltámos a sentir dificuldades para ter aderência'

Português vai arrancar este domingo do 17º lugar para a primeira prova de MotoGP da época.

0 aos 100 18/07/2020 Desporto

Miguel Oliveira destacou as "melhorias" conseguidas durante a sessão de qualificação para o Grande Prémio de Espanha de MotoGP, mas admitiu "dificuldades" com a configuração da sua mota para enfrentar a primeira corrida da temporada, no domingo.

O piloto português realizou o 17.º melhor tempo da sessão de qualificação, entre 22 pilotos, terminando a 1,259 segundos do autor da "pole position", o francês Fabio Quartararo (Yamaha).

"Esta manhã foi difícil encontrar a velocidade certa para fazer uma volta rápida. Voltámos a sentir dificuldades em ter aderência. Na FP4 [quarta sessão de treinos livres], finalmente conseguimos evoluir um pouco e tentámos fazer o melhor possível na qualificação", explicou o piloto de Almada.

Veja ainda:

Contudo, o corredor português admite que vai precisar "de um pouco mais de tempo" para se adaptar "à configuração desta mota".

"De qualquer forma, demos um passo em frente e isso já é importante. O nosso ritmo é bastante forte. Amanhã [domingo], vai ser uma longa e dura corrida. Vamos manter o pensamente positivo e esperar que tenhamos uma boa estratégia", concluiu Miguel Oliveira.

O GP de Espanha de MotoGP é a primeira prova da temporada da categoria rainha do Mundial de velocidade em motociclismo, depois de o GP do Catar, previsto para 8 de março, ter sido cancelado devido à pandemia de covid-19, que obrigou à reformulação de todo o calendário.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva
DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente