Carros sujos vão chumbar na inspeção

Novas regras para a inspeção automóvel entram em vigor a 1 de novembro

0 aos 100 05/07/2020 Noticias

É uma das novidades das novas regras para a avaliação e aprovação das viaturas na inspeção automóvel, que entram em vigor a 1 de Novembro: a partir de agora as condições de limpeza podem ser motivo para reprovar o veículo.

No texto publicado pelo Instituto da Mobilidade e Transportes Terrestres (IMT), em Diário da República, "sempre que as condições de limpeza prejudiquem as observações durante a inspeção, o veículo deve ser reprovado e o inspetor deve descrever na ficha de inspeção a não realização dos ensaios e verificações correspondentes à inspeção por não existirem condições de limpeza", pode ler-se no articulado.

A lavagem de estrada ou de motor sempre foi aconselhada antes dos carros irem à inspeção mas agora é quase obrigatória, bem como é obrigatório aos inspetores serem mais precisos ao longo de nove anexos com a listagem de vistorias que são obrigatórias fazer e que passam pelos travões; direção; vidros e faróis; eixos, rodas e pneus; e as emissões de gases.

No âmbito das emissões de gases os veículos a diesel que ainda possuem o software de origem que falseia os dados da poluição são chumbados pelos inspetores.

Veja ainda: 

No caso do carro ter menos quilómetros desde a inspeção anterior, isso passa a constar na ficha de inspeção, que ficará para sempre associada ao processo do veículo. O mesmo acontece com qualquer alteração feita à viatura.

As 26 medidas aprovadas pelo IMT visam dar resposta às "inovações tecnológicas desenvolvidas pela indústria automóvel e a inerente necessidade de atualização dos métodos e procedimentos de inspeção aplicáveis" e pretendem tornar a inspeção periódica obrigatória mais exigente e rigorosa.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo